Resenha: O Príncipe Corvo

Oi, Leitores!!!

Eu estava cheia de expectativas para ler O Príncipe Corvo e quando a gente está assim o maior medo é o da decepção, mas isso não aconteceu, eu simplesmente amei a história e durante a resenha vou detalhar a vocês tudo que amei.
Anna Wren, depois de ficar viúva, passou a ter dificuldades financeiras para se manter e o que ela estava fazendo não era mais suficiente, por isso saiu decidida a encontrar um emprego.

O destino acabou a ajudando, quando ela descobre que o conde de Swartingham está precisando de um secretário e assim se candidata a vaga, que não tem concorrência alguma, já que a fama do conde não é das melhores e em pouco tempo ele perdeu dois secretários.

Facilmente, os dois resolveram os seus problemas, Anna tem um salário e ele finalmente encontrou uma secretária que tem um trabalho primoroso e o melhor, ela parece suportar também o seu péssimo humor.

Mas como sempre, nem tudo será tão simples assim, eles se sentem atraídos, cada um com suas razões, mas nenhum deles se entrega a estes sentimentos, não por falta de oportunidade, mas por cada um ter criado os seus bloqueios.

Só que isto não impedirá Anna de ir atrás do Conde, ao descobrir que ele irá para Londres, não pelas razões que relatou a ela, mas sim para suprir as benditas necessidades masculinas em um famoso e misterioso bordel.

Assim, ela decide que se ele pode suprir as suas necessidades, ela também pode. Ela também irá para Londres, dará um jeito de se encontrar misteriosamente com o Edward e assim fazê-lo seu amante, nem que seja por uma única noite.

[...] A sociedade poderia não esperar o celibato do conde, mas certamente esperava isso dela. Ele, por ser homem, poderia ir a casas de má reputação e aprontar por toda a noite com criaturas sedutoras e sofisticadas. Enquanto ela, por ser mulher, deveria ser casta sem nem ao menos pensar e olhos escuros e peitos cabeludos. Simplesmente não era justo. Nem um pouco justo.

Sentiram o cheirinho de confusão no ar? Pois bem, preparem-se, pois no desenrolar da história teremos algumas muito boas.

A escrita da Elizabeth Hoyt é super fluida e envolvente, com uma boa pitada de humor, romance e erotismo e se torna uma leitura rápida. A narrativa irá acontecer em terceira pessoa e no início de cada capítulo, teremos uma outra história, um conto que será lido pelos próprios personagens.

Os personagens são super bem construídos e cheios de personalidade. Anna, apesar de viver durante muito tempo sob as regras da sociedade, meio que começa a ficar farta de algumas delas e nos trará reflexões interessantes ao falar sobre seu ponto de vista. Sim, teremos uma personagem mega empoderada.
— (…) É tão mais fácil simplesmente fazer o que as pessoas esperam de você, Anna.
— Pode ser mais fácil, mas não é necessariamente a coisa certa a fazer, mãe.
O desenrolar dos fatos tem um ritmo perfeito, então não existe lentidão ou fases corridas. Eu me encantei pelo Edward logo de cara, mas de cara mesmo, apesar de rabugento e reclamão, ele tem atitudes que eu admiro e isso fez toda a diferença. Sem contar, o fato deles não seguirem um padrão de beleza comum nessas histórias.

O final? Sério, achei a coisa mais linda dessa vida!

Eu mais do que recomendo a leitura e em breve volto com as resenhas dos outros livros da trilogia que já foram lançados, então se quiser começar, vai na fé, pois não precisará aguardar pelos próximos.

Lido em: Janeiro de 2018
Título: O Príncipe Corvo
Autora: Elizabeth Hoyt
Editora: Record
Gênero: Romance/Romance de Época
Ano: 2017
Páginas: 315


Continue lendo

Oscar 2018 - Adaptações Literárias com Indicação

Oi, Leitores!

Ano passado, fizemos uma matéria sobre os indicados de melhor roteiro adaptado e esse ano estou trazendo os indicados para vocês também, mas decidi abranger as indicações, pois algumas adaptações não foram indicadas na categoria de melhor roteiro adaptado, mas sim em outras...


A cerimônia de entrega irá acontecer no dia 04 de março e sempre gera muita ansiedade entre os indicados e telespectadores. Vamos conferir as indicações?

A Forma da Água de Guillermo del Toro e Daniel Kraus foi desenvolvido desde o início como uma história pensada de maneira independente para o cinema e para a literatura. Em fevereiro teremos a estréia do filme no Brasil e o llivro terá lançamento mundial em 27 de fevereiro. O mesmo recebeu 13 indicações (Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Fotografia, Melhor Figurino, Melhor Diretor, Melhor Edição, Melhor Trilha sonora, Melhor Filme, Melhor Direção de Arte, Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som e Melhor Roteiro Original).

A história tem foco em Elisa, a zeladora muda que trabalha em um laboratório onde um homem meio anfíbio é mantido em cativeiro. Quando ela acaba se apaixonando pela criatura, começa a fazer um plano para ajudá-lo a escapar com a ajuda de seu vizinho. O mundo fora do laboratório, no entanto, pode se provar mais perigoso para o homem anfíbio do que Elisa poderia imaginar.



Me Chame pelo seu Nome foi inspirado no romance de Andrè Aciman e recebeu quatro indicações (Melhor File, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Canção Original e Melhor Ator).

A trama acompanha um jovem de 17 anos que começa um romance com um dos convidados de seu pai, durante as férias da família na Riviera italiana.





Mudbound – Lágrimas sobre o Mississipi foi baseado no livro de Hillary Jordan, o longa se passa após a Segunda Guerra Mundial e segue uma mulher que se muda com o marido para a fazenda dele no Mississipi. Dois veteranos da guerra, um negro e um branco, vão trabalhar no local que ainda é regido pelas Leis de Jim Crow, que estabeleciam limites entre brancos e negros.

Ele recebeu as indicações de Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Canção Original e Melhor Fotografia.



A Grande Jogada está concorrendo apenas a Melhor Roteiro Adaptado.

Jessica Chastain é a protagonista da produção, que é baseado no livro de memórias de Molly Bloom, conhecida como a "princesa do pôquer". Bloom era uma esquiadora que perdeu a vaga para as Olímpiadas e começou a trabalhar como garçonete. Ela usou suas habilidades para entrar no mundo das estrelas do jogo, onde ficou por oito anos até começar a ser investigada pelo FBI por organizar eventos ilegais.




Logan recebeu a indicação de Melhor Roteiro Adaptado e é o primeiro filme de super heróis a conquistar esse feito.

Num futuro próximo, um Logan cansado cuida de um Professor X debilitado, escondido na fronteira mexicana. Mas as tentativas de Logan de esconder-se do mundo e de seu legado acabam quando uma jovem mutante chega, perseguida pelas forças sombrias.






Artista do Desastre está com a indicação de Melhor Roteiro Adaptado.


Quando Greg Sestero, um aspirante a ator, encontra o estranho e misterioso Tommy Wiseau em uma aula de atuação, eles formam uma amizade única e vão para Hollywood para realizar seus sonhos.





Extraordinário está concorrendo na categoria de Melhor Maquiagem e Cabelo e estou super feliz por essa indicação.

Eu assisti o filme e falei dele aqui para vocês.

Filme conta a história de um menino de dez anos chamado Auggie, impedido de frequentar a escola por conta de uma deformidade facial. Começando a quinta série em uma nova escola, ele luta para mostrar aos seus colegas de classe que, apesar das aparências, ele é apenas um garoto comum. 



O Touro Ferdinando recebeu a indicação de Melhor Animação.

Ferdinando é um touro gigante com um grande coração. Depois de ser confundido com um animal perigoso, ele é capturado e arrancado de sua casa. Determinado a voltar para sua família, ele se une a uma equipe desajustada nessa grande aventura.





Dunkirk recebeu 9 indicações (Melhor Filme, Melhor Diretor, Design de produção, Melhor Fotografia, Melhor Edição, Melhor Mixagem de Som, Melhor Edição de Som, Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Montagem).

Filme baseado na história da Operação Dínamo, que conseguiu resgatar mais de 330 mil homens da cidade que dá nome ao filme, durante a Segunda Guerra Mundial. A operação envolvia a retirada da Força Expedicionária Britânica e de outras tropas aliadas do porto de Dunkirk, cercado pelas forças nazistas, que naquele começo de guerra já invadia os Países Baixos e o Norte da França. Enquanto a liderança do exército inglês calculava que apenas 25% da FEB conseguiria sair do cerco, a operação conseguiu tirar a salvo de Dunkirk mais de 330 mil homens das forças da França, do Reino Unido, da Bélgica e da Holanda. A Operação Dínamo e a Batalha de Dunkirk ocorrida entre maio e junho de 1940.


A Bela e a Fera recebeu duas indicações: Melhor Design de Produção e Melhor Figurino.

Versão da Disney com atores, dirigida por Bill Condon (Crepúsculo). Um mercador falido e com dívidas, dá a filha como garantia a seu credor, uma Fera. Vivendo enclausurada com a Fera, Bela começa a desenvolver um carinho pelo monstro.





Me contem, quais desses filmes você assistiu e está torcendo??? De todos eles vi Extraordinário e A Bela e a Fera e espero de coração que eles conquistem o prêmio das suas categorias!

Continue lendo

Resenha: Confesse


Oi, Leitores!!!!

Sempre que pego um livro da CoHo para ler, eu já para e penso "preciso preparar o coração, certeza que teremos fortes emoções e não sei até que ponto estou preparada", mas uma coisa é certa, por mais que ache que eu estou preparada, eu nunca estou, porque sempre acho que ela não será capaz de me surpreender, mas eu tô mega errada, ela vai me surpreender sempre, ela arrasa demais!



Neste livro, vamos conhecer Auburn, que muito nova perdeu seu grande amor e reconstruir sua vida sem ele não foi nada fácil, mas Adam sempre estará com ela e essa certeza a faz seguir em frente. E seguir em frente não é fácil, simplesmente porque ela não pode errar, qualquer erro e tudo que ela já conseguiu será perdido.

Para conquistar seus objetivos, ela precisa de mais um emprego/grana extra e é assim que ela chegará no estúdio de artes de Owen e sua vida será sacudida com a atração inevitável que surgirá entre eles, e ela sentirá um baque grande, afinal tem muito tempo que ela não sente nada disso, sem contar que se aproximar dele é deixar o seu coração falar mais alto, correr riscos e a possibilidade de se perder.

Um livro cheio de confissões e elas nos levam diretamente para um turbilhão de sentimentos, notaremos claramente a fragilidade humana, mas ao mesmo tempo, toda a força do amor.

A cada página virada, a cada palavra lida, meu coração ia perdendo uma batida, foi um livro que me emocionou muito, acho que peguei os sentimentos deles dois para mim e vivi a história com eles, e o final me emocionou profundamente, mostrando que o amor vence, pode até demorar, mas sempre vencerá!
- Conte alguma coisa sobre você que mais ninguém sabe. - Sua voz se mistura às suas lágrimas enquanto ele olha para mim. - Algo que eu possa guardar comigo.
O que mais me chamou a atenção, além da história deles, foram as confissões e as imagens no final do livro. As confissões por elas serem reais, pessoas escreveram e enviaram elas para a autora.... E as imagens, por nelas estarem retratados alguns quadros do Owen (que são incríveis) e que foram produzidas por pedido da autora.

Esse é daqueles livros que a gente escreve a resenha mil vezes e em nenhum delas ficamos satisfeitos, justamente por ser uma história que mexe tanto com nossos sentimentos e emoções. A única coisa que posso pedir é que vocês leiam, se emocionem, se encantem e tirem as suas próprias conclusões. Para mim, esse com certeza será um dos livros favoritos do ano.

Lido em: Janeiro de 2018
Título: Confesse
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Gênero: Romance/Jovem Adulto
Ano: 2017
Páginas: 320




Continue lendo

Tag: Carnaval Literário

Oi, Leitores!!!

Fiquei uns dias aqui catando uma Tag de Carnaval para mostrar para vocês, até que me deparei com uma no blog Lendo & Apreciando, mas como ela não consegui descobrir quem a criou!
O MAIOR BLOCO DO MUNDO: Inspirado no Galo da Madrugada, aquele livro que todo mundo amou, você tava com medo de ler e não gostar só que você também caiu na folia e amou!


Eu realmente fiquei bem insegura quando comecei a ler a trilogia, porque tinha tanta gente louca e apaixonada pelo Sr. Grey e eu sempre tenho esse receio, mas na época eu acabei realmente me rendendo a ele e entrando no bloco das apaixonadas. Aqui você pode conferir tudo que já escrevemos sobre a trilogia e agora estou ansiosa para ver o último filme que acabou de estrear.



SAMBÓDROMO: É uma folia só, mas de vez em quando, no sorteio a sua escola é a última a se apresentar na noite. Ou seja aquele livro que você leu, leu, leu, leu, leu, mas pareceu nunca chegar nos finalmente. (Livro arrastado/repetitivo)



Eu curti a história, porém me recordo que foi um livro que demorei bastante de ler, não por ser longo, mas por realmente ele ter se arrastado para mim. Tanto que essa foi uma das primeiras coisas que eu escrevi na resenha que publiquei aqui no blog.




CAMAROTE: O que significa aqui é que você é VIP. Qual livro você leu antes dos seus amigos ou antes de todo mundo (antes de virar modinha/febre)


Não sei se li antes de todo mundo, mas lembro que li um pouco depois que ele foi lançado e a maioria dos meus amigos não conhecia a história. Acabou virando um dos meus livros favoritos da vida, já o li no mínimo umas três vezes e está cheio de marcações. Já falei dele aqui no blog, tanto sobre o livro quanto sobre o filme.
PIPOCA: Você tá lá, vendo todo mundo correr atrás do trio, mas teve que ficar na pipoca. Aquele livro que todo mundo leu/comprou antes de você, e você ficou passando vontade até poder comprar, mesmo sendo depois de todos os seus amigos ou depois de virar modinha.


Assim que vi a divulgação desse livro, eu fiquei enlouquecida e queria ler ele urgentemente, mas aí né, não rolou!!! Li ele só agora, bastante tempo depois do seu lançamento e depois das minhas amigas das anáguas terem lido e falado horrores deles. A resenha vai sair em breve aqui no blog, então fiquem de olho.




TODO CARNAVAL TEM SEU FIM: a série que você mais amou, e odiou ainda mais por ter acabado


Cara, eu nunca consegui concluir a leitura de uma série com mais de cinco livros e Rosemary Beach foi a primeira que realmente me pegou de jeito. Sou apaixonada por eles, por suas histórias e pelo amor que existe. Conclui a leitura do último livro esses dias e por esses dias a resenha vai sair aqui no blog. Enquanto isso, você pode conferir minha opinião sobre todos os outros livros aqui.



TODO MUNDO MUITO LOUCO!: O livro que te indicaram falando que era a sua cara, mas quando você leu foi uma decepção.


Já começo dizendo, não foi uma decepção, mas foi aquele livro que quando eu acabei, simplesmente não sabia se tinha gostado ou não. Não fiquei apaixonada pelo Kellan como todas as minhas amigas e achei a Kiera bem chata, tanto que comecei a ler o segundo livro e simplesmente não consegui ler. Com relação a essa trilogia, eu realmente sou o ponto fora da curva, porque todas as amigas que leram, amam, elas me garantiram que eu também iria amar, mas não rolou. Ainda não desisti por completo da trilogia e esse ano tentarei concluir a leitura. Confira a resenha aqui.


RESSACA: o último livro que te deixou de ressaca literária (não precisa ser ressaca ruim, pode ser só aquela ressaca de que você tá preso demais a aquele universo)


Poucos livros me causaram uma ressaca literária e Sonhos de Avalon foi o último livro que me deixou ressaqueada. Passei dias e dias imaginando o que aconteceria na vida dos personagens e tive dificuldade de iniciar uma nova leitura. Arthur, Lancelot, Melissa e Morgana penetraram em minha vida e foi difícil não me apaixonar por eles.






O que acharam das minhas escolhas? Vocês conhecem algum desses livros? Concordam comigo? Quais seriam as suas escolhas?
Continue lendo

Resenha: A Pousada Rose Harbor (Rose Harbor #1)


Oi, Pessoas... 


Mais um livro viajante pra uma leitura completamente desconhecida... Será que eu curti? Confira!

A busca por um novo começo pode levar a grandes revelações. Jo Marie Rose decide comprar uma pequena pousada, como forma de superar a morte do marido. Mal sabe ela que as surpresas que a esperam nessa nova empreitada. Seu primeiro hóspede é Joshua Weaver, que voltou para casa para cuidar de seu padrasto doente. Os dois nunca se conheceram pessoalmente e Joshua tem alguma esperança de que possam conciliar suas diferenças. No entanto, uma habilidade de Joshua há muito perdida prova que o perdão nunca está fora de alcance e que o amor pode florescer onde menos se espera.
A outra hóspede é Abby Kincaid, que retorna a Cedar Cove para comparecer ao casamento do irmão. De volta pela primeira vez em 20 anos, ela quase deseja não ter ido, devido às memórias trazidas pela pitoresca cidade. E conforme Abby se reconecta com sua família e seus velhos amigos, percebe que só pode seguir em frente se permitir-se verdadeiramente a isso.
Jo Marie Rose é uma mulher que demorou muito para encontrar o amor, mas quando encontrou foi pleno e lindo, mas parece que mesmo sendo tarde, o destino foi cruel com ela. Uma tragédia acabou com sua felicidade. Mesmo sem chão, ela decide ir para outro lugar, largar o emprego e acaba comprando uma pousada e se muda para Cedar Cove. Um lugar desconhecido e um futuro incerto.
O que as pessoas ao meu redor aparentavam não compreender era que a vida que eu conhecia, do jeito que eu a queria e como a sonhava, tinha acabado. A única forma de eu me realizar era encontrar uma nova vida.
Cedar Cove surpreende nossa protagonista, pois a cidadezinha por mais que seja pequena e simples, é bastante aconchegante. Ainda nos preparativos da pousada que comprou há poucos dias, ela já tem duas reservas feitas pelos antigos donos.

A pousada Rose Harbor é um livro cheio de revelações e muitos momentos dramáticos e também fofos. Com capítulos alternados pelo ponto de vista dos personagens, sendo: Jo Marie, Joshua e Abby, que nos deixa saber direitinho o que acontece com cada um deles e o que estão pensando sobre o que acontece em suas vidas. Quem me conhece sabe que eu não curto muito escritas com essas narrativas, mas a escrita da autora ajudou bastante.
Paul dissera que a pousada era um presente dele para mim. Eu faria o meu melhor para oferecer conforto aos dois hóspedes; talvez, ao meu entregar ao trabalho, eu pudesse encontrar a alegra que Paul me prometera. E, com o tempo, talvez fosse possível que eu reencontrasse uma forma de voltar à vida.
Imagem relacionada
Decidi batizá-la de Pousada Rose Harbor. "Rose" vem de Paul Rose, meu marido por menos de um ano; o homem que sempre vou amar e por quem vou chorar pelo resto de minha vida. "Harbor" (porto), porque este é o lugar em que joguei minha âncora no momento em que a tempestade da perda me abateu.

Não espere muito da obra, ela é um romance beeeeem água com açúcar (se é que podemos classificar como romance), mas isso não quer dizer que seja ruim. Algumas pessoas gostam de ter um livrinho leve depois de um livro um pouco mais tenso... Esse é um bom livro pra isso.

Debbie Macomber mandou bem com a escrita desse livro.

Um livro que nos faz refletir sobre vários assuntos delicados e como continuar a viver com todos os percalços que acontecem na vida.



Gostei na narrativa das coisas, apesar de que em alguns momentos, eu queria pular alguns capítulos.

A capa do livro não é lindíssima, mas combinou com a história.

Nem sei se irei ler a continuação... Siiiiimmmmm é uma série.




Lido em: Janeiro de 2018
Título: A Pousada Rose Harbor
Autora: Debbie Macomber
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance
Ano: 2015
Páginas: 350




Continue lendo