Dante, Dan Brown e o Inferno...


Oi, Leitores....


Uau! 

Vou escrever hoje sobre um estilo literário que muito me seduz, mas sobre o qual escrevo muito pouco: Romance policial.

Adoro Sherlock Holmes e seu amigo e companheiro de trabalho Watson. Me deleito com os flash - backs propostos por Agatha Chisthie. E mais ainda da forma como Jô Soares usa inteligentemente as referências e estilos desses e outros autores para criar histórias de mistério e suspense com elementos autenticamente brasileiros.

No entanto, nunca fui curiosa sobre a obra de Dan Brown, principalmente por conta da balburdia que a mídia espalhou com o lançamento de "O código Da Vinci". Enquanto isso, eu estava lendo Sidney Sheldon. Pode me criticar e se solidarizar comigo, risos...

Ok, Ok.


Não posso negar que logo fui fisgada pela curiosidade e li "O código Da Vinci", vi o filme e gostei. Depois li "Ponto de Impacto" e também gostei, mas – sempre tem um mas, não consegui avançar a leitura de "O símbolo perdido", que prometo ler para tirar a falsa impressão.

Onde quero chegar com todo esse falatório? Você já vai saber!

Inferno caiu nas minhas mãos depois de ter lido a trilogia de Gabriel, indicação de Mara Santos, uma das Três Leitoras.

O que um livro tem a ver com o outro?
Dante, é claro!!!


Enquanto lá em Gabriel a Divina comédia de Dante é pano de fundo para o romance entre Gabriel e Júlia, em Inferno, Langdon vai literalmente ao inferno de Dante.

A narrativa é acelerada e envolve a perseguição a uma inquietante sequência de códigos criados por uma mente brilhante obcecada pelo fim do mundo.

Como Langdon vai conhecer a médica Sienna Brooks é o que reserva as surpresas dessa viagem pela cidade de Florença. Um pesadelo: o simbologista é atingido na cabeça com um tiro e não tem a menor ideia de como deixou o Estados Unidos e foi parar no hospital na Itália.





Daí um macabro objeto encontrado no paletó de Langdon, a máscara da face de Dante, um grupo de investigadores esquisitos, a promessa de ética nos negócios, a necessidade de não ter ética para sobreviver e o desejo de destruir o mundo para reconstruí-lo o leitor viaja pela cultura, pela literatura e pela arte italiana de forma eletrizante enquanto é levado a questionar o papel da ciência para o futuro da humanidade.

Viaje nessa leitura!

        Ficha técnica       
Título: Inferno              
Autor: Dan Brown  
Editora: Arqueiro
Páginas: 443     



Encontre-me

Posts relacionados

8 comentários

  1. Interessante,fiquei bem curiosa para ler.
    Eu atualmente leio mais livros de auto ajuda,mas preciso ler outros também.
    Ler nunca é de mais...

    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juli, que bom que gostou da resenha... Ler é sempre bom, ter essa diversidade de estilos tb...

      Obrigada pela sua visita!

      Beijo grande! :)

      Excluir
  2. Ganhei Inferno essa semana e ainda não comecei a ler mas pela resenha o livro é muito interessante atiçou minha curiosidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é muito bom mesmo... Depois vem nos contar o que vc achou do livro!

      Obrigada pela sua visita! Beijos!

      Excluir
    2. Também li este livro e concordo com Thais. E é muito bacana a relação que ela estabelece entre os três livros.
      Bjs

      Excluir
    3. Oi Analu, bom te ter por aqui!!!

      Excluir
  3. Já li o livro e me apaixonei! O final é totalmente inesperado! Dan Brown é simplesmente incrível! Bjsss ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Carolina.... Obrigada pela visita!!!

      Excluir