Resenha: No limite da atração #1


   

Conte-me Leitores, qual a receita para um bom romance?

Um belo par romântico?
Uma história emocionante?
A conquista do primeiro amor?
Boas cenas de sexo?
Todas as respostas anteriores?

Desculpe-me! 

   Serei obrigada a dizer que nem todas estão corretas.

Em No limite da atração (Editora Leya - 364 páginas - segunda edição) Echo e Noah não são atraídos um pelo outro. O destino, com a ajuda da Sra. Collins, os aproxima e ao mesmo tempo os torna totalmente incompatíveis.

A história deles?


Bem, você consegue lembrar o fazia ou faz entre os 16 e os 18 anos? Ótimo!!!

Agora, imagine tudo que você fez ou gostaria de ter feito quando tinha, tem ou tiver essa idade. Perfeito!!!


Próximo passo:

Você é uma garota popular na escola e de uma hora para outra torna-se reclusa e anti - social. O motivo? Você não lembra, sua memória deu pane e quando você se deu conta estava cheia de cicatrizes nos braços e é a mais nova fofoca da escola. Até uma de suas melhores amigas se afasta de você por conta da sua popularidade.

Ou então, você é o craque do time de basquete, sai de casa escondido dos pais – que são maravilhosos para você – e quando volta da sua fuga clandestina, encontra a casa pegando fogo, salva seus irmãos menores, mas seus pais não. Depois disso, é afastado dos seus irmãos, vive em lares adotivos e passa a fumar maconha.

E então? Tem como esse romance dar certo?

E pode ficar pior, acredite.

Misture a vontade de ter um futuro diferente, não ter grana, ou ter grana demais, se sentir a escória, ter uma mãe bipolar, um irmão falecido, um segredo, culpa, sua babá casar-se com seu pai, hora pra voltar pra casa, um ex – namorado que não te ama, e mais o fato de não se sentir talhado para a felicidade.


Porra??? Isso dá um romance???? E como!!!


No limite da atração vai ao fundo das emoções humanas para nos revelar que todos nascemos para o amor, basta saber perdoar. É empolgante, terno, bruto e suave. 

Sou ternamente grata a Katie McGarry por permitir que Echo e Noah façam parte dos romances que vivi nas páginas dos livros. Eles me lembraram e revivi a história de Andrew e Camrym de Entre o agora e o nunca e Entre o agora e o sempre. 

Sabia que nós fizemos uma entrevista com a Katie McGarry? Não? Então confere aqui!!


Encontre-me

Posts relacionados

4 comentários

  1. Oiii. Não conhecia o livro, mas gostei da sua resenha. Gosto de romances com essas dificuldades e dramas. Com certeza eu iria gostar. :) Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gih... Obrigada pela sua visita!!! A leitura vale realmente a pena!!!

      Excluir
  2. um livro com uma leitura que flui de um jeito
    ja estou seguindo beijos
    livro-azul.blogspot.com.br
    livroazul-animes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucas... Obrigada pela sua visita!! Beijos!!!

      Excluir