Resenha: Proibido






Olá queridos Leitores, 


Hoje eu tô aqui pra escrever uma resenha, mas é quase um desabafo, uma opinião... uma reflexão!


Terminei de ler esse livro ontem... mas ainda estou em estado de choque. Não é um simples romance, não são apenas adolescentes... o incesto deste livro... sim o INCESTO, foi visto por mim de uma naturalidade sem igual... Se parar pra analisar tudo, o ponto de vista de quem está de fora e do casal da trama, eu me deparei com uma situação delicadíssima.
Sim, o final não é como se espera, como se deseja...Mas é realmente um final real... Uma realidade que está sempre presente em nossa sociedade. E é nessa realidade, nesses momentos de desespero e angústia do outro que eu pensei: e se tudo fosse diferente? ?
Emoticon cry



Lido em: Janeiro de 2015
Título: Proibido
Autor(a): Tabitha Suzuma
Editora: Valentina
Gênero: Romance/Drama
Ano: 2014
Páginas: 304
Classificação Indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos
SINOPSE: Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.
Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã.
Mas será que o mundo receberá de braços abertos aqueles que ousaram violar um de seus mais arraigados tabus? E você, receberia?
Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.



O livro já começa com uma frase de um desconhecido que diz:

"Você pode fechar os olhos para o que você não quer ver, mas você não pode fechar seu coração para o que você não quer sentir."

Ai Jesus.... prepara o coração que sinto emoções por vir!

A Narrativa conta uma vida em que os protagonistas Maya e Lochan vivem. Uma vida extremamente complexa e delicada... E confesso que é a realidade de muitas pessoas. São cinco irmãos de diferentes idades, tendo que conviver sem pai, que abandonou a mãe alcoólatra e ausente, (que você passa o livro inteiro, com a ideia fixa de cometer um assassinato).

Ela vive num mundo só dela, onde acha que será gatinha e jovem para o resto da vida. Sem contar as dificuldades financeiras que toda casa tem, e a situação piora uma vez que a mãe dos dois nem "vive" com eles. E o que o casal mais teme: Ser descoberto pelo Social e a família (irmãos) serem separados. 

Os dois não são apenas irmãos, tem de agir como pai e mãe, mesmo ainda sendo adolescentes. Lochan e Maya são os pilares que ainda mantém a família de pé. E é dessa cumplicidade que existe entre os dois que nasce este sentimento proibido.

O amor que nasce e cresce entre os dois, é igual como o de um casal que se conhece em um parque, em um shopping, ou de um chefe (salvo os amores a primeira vista). Proibido é um livro cujo tema é incesto, e isso é bem claro. Costumo dizer que é um livro pra amar ou odiar, e isso tudo por conta de se tratar de um incesto, é óbvio que se tirasse esse tema e colocássemos um romance "normal" e até mesmo um clichê seria rotulado como: O Lindo, O Romântico, O fofo. Mas não é.

Os personagens e a história são fortes. A situação com a qual eles lidam é quase que desesperadora.





Você já começa a ler com a sua opinião formada, irreversível, uma rocha. Cada linha, casa sofrimento te leva a uma reflexão. Drama tem esse poder de você se colocar na situação de tal maneira que aquela rocha começa a se desfazer em grãos. Eu fiquei em choque com o final. Chorava e me perguntava: Por que... mas por que???










Que fique claro: Não quero mudar a opinião de ninguém. Sou filha única, e não sei o que é um amor de irmão, que vivem no mesmo teto. Mas agora diante de determinadas situações, depois da leitura deste livro, paro pra pensar antes de formar minha opinião. Fato!


Ps: Leitura faz parte do Projeto #DesafioLiterário2015
Categoria: Um livro com uma palavra no titulo


E você, já leu? Leria?
Conte-me nos comentários!

Encontre-me

Posts relacionados

2 comentários

  1. Li este livro ainda em inglês de tanto burburinho que causou quando foi lançado.
    É um livro bonito e dilacerante ao mesmo tempo, você torce por eles mesmo sabendo que não tem como dar certo. E quando chega o final...simplesmente acabou comigo.

    beijos!

    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice...

      Obrigada pela sua visita! Esse livro é de tirar o fôlego mesmo...!

      Excluir