Resenha: Na Escuridão dos Dias



Olá, Leitores!!!



Lido em: Março de 2015
Título: Na Escuridão dos Dias
Autor: Cristina Deutsch
Páginas: 397
Ano: 2015
Gênero: Drama (Brasileiro)



Sinopse: Na escuridão dos dias é uma ficção histórica que traz como cenário a Guerra de Secessão da Iugoslávia. Quando nacionalistas tentaram impedir que a Bósnia-Herzegovina se separasse do que restou da antiga Iugoslávia em Abril de 1992. Milla, uma menina ruiva e Sardenta, ainda tão pequena precisou conviver com os martírios causados por esse evento. Ao findar a fase sangrenta em seus país ela percebe que sua vida não seria mais como antes, ao conhecer a omissão e deslealdade. Alguns anos se passaram e Milla já adulta encontra o que toda mulher sonha: o grande amor da sua vida, e com Fateen viverá uma paixão que terá altos e baixos, e descobrirá no momento certo toda a verdade sobre seu passado, e, essa revelação mudará suas prioridades.
Uma historia de ganância, ambição, luta e jogo de poderes. Através da ficção, o livro levanta o véu que manteve Milla e todo os muçulmanos sem direito a identidade e uma vida digna, e serve de alerta para as novas gerações: a liberdade é o maior bem para todos e especial para aqueles que sobreviveram a escuridão dos dias.
Para quem quiser comprar o livro basta clicar AQUI e será direcionado para o link da amazon. Está baratinho, apenas R$12,95.

Com uma bela capa e um número curto de páginas, Na Escuridão dos Dias nos apresenta dois tipos de narradores, na primeira e na terceira pessoa sem prévio aviso, exigindo do leitor um certo grau de atenção para a devida compreensão de seu conteúdo. Mas não deixem nem isso assustar vocês pois é um conteúdo que vale a pena ser lido.

O livro apresenta informações (baseada em pesquisa, de acordo com o que vem escrito no próprio livro), sobre um determinado povo, como algumas pessoas fizeram para conseguir sobreviver durante o período da referida guerra e as consequências de ver tais atrocidades - como seus amigos e familiares morrendo -  para uma população.

O livro é dividido em três partes:

Primeira parte - Com um início forte, repleto de sofrimento, Milla, nossa personagem feminina principal, relata de forma bastante detalhada as mazelas sofridas por seu povo durante a Guerra da Secessão da Iugoslávia. Narra também como sua família conseguiu salvar alguns de seus membros não apenas da morte mas das violências físicas sofridas até mesmo pelas crianças.

Um leito mais sensível talvez venha a precisar parar para respirar algumas vezes nessa etapa do livro.

Segunda parte - Conta a vida de Milla e os sobreviventes de sua família no pós-guerra. A narrativa, a partir desse momento, passa a ser mais intercalada entre um narrador de primeira pessoa e o de terceira, nos contando sobre o dia a dia de Milla e como a mesma se sentia escravizada por seus tios e primas.

É nessa etapa do livro que surge Fateen, que se apresenta como um xeique árabe milionário a procura de uma esposa. Milla  e Fatin se conhecem em um jantar proporcionado pelo tio de Milla e o xeique imediatamente, porém discretamente, se mostra interessado por ela. Em um jantar posterior, muito arrogante, Fateen afirma que Milla se casará com ele.

Mesmo sentindo uma atração física por Fateen, ela sente algo obscuro através dos olhos do xeique e teme que caso aceite se casar com ele seu futuro não seja tão lindo quanto o que ele pinta.

Terceira parte - É a parte do livro relativa ao relacionamento de Milla com Fateen, sobre a qual não falaremos muito porque senão iríamos estragar toda a graça e suspense do livro. Nada de Spoilers.rs. Mas uma coisa podemos afirmar... É a parte do livro que nos gera mais curiosidade e também a mais dinâmica de todas.

Para quem tiver mais curiosidade sobre a Guerra da Secessão, basta clicar AQUI ; caso queira saber mais sobre a Bósnia e Herzegovinha, clique AQUI e sobre Dubai, clique AQUI. Vocês serão direcionados para uma página falando sobre o assunto no Wikipédia.







Posts relacionados

2 comentários

  1. Amei a resenha, muito bem elaborada, muito obrigada por isso. Feliz estou em saber que vocês do blog gostaram do livro. Espero que os seguidores do blog leiam e gostem assim como vocês. Para mim, os leitores são os alicerces na construção dessa estrada árdua, que é, a de ter meu trabalho reconhecido e valorizado como escritora. Desde já muito obrigada por esta excelente resenha. Saúde e sucesso para o blog três leitoras e seus fieis seguidores. Beijos literários da Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, ficamos muito felizes por você ter gostado da resenha e ficaremos mais ainda se nossos leitores gostarem tanto quanto nós!

      Um Beijão!!!

      Excluir