Resenha: A escalada de Eva 3 - Face a Face


Oi, Leitores!!



É com muito amor e carinho que estamos aqui para falar sobre o último livro da trilogia A Escalada de Eva (acreditem, nós estamos felizes e tristes...) da Elaine Elesbão.

Já vou logo avisando, se vocês não leram os dois primeiros livros, não leia essa resenha, com certeza ela conterá diversos spoillers para você.


SINOPSE - A Escalada De Eva III - A vida não cansa de pregar peças em Eva e Thomas e, para suportar e superar as adversidades, eles terão que aprender a lidar melhor um com o outro a fim de não perder aquilo que mais prezam, o amor.

O amor é mesmo a maior força que existe?
Pode o amor resistir a tudo?
Eva e Thomas serão novamente testados, e fatos do passado ressurgirão para provar que nem tudo é exatamente como parecia ser.
O que Thomas viveu que o transformou no homem que ele é?
O que Eva estará disposta a fazer para permanecer ao lado do seu grande amor?
Agora eles descobrirão que pode demorar, mas a verdade sempre vem à tona.
Será que a morte de Nicolas foi mesmo um acidente?
E quando seu maior inimigo é uma pessoa em quem você confia?
E se você reencontrasse alguém que achou que tivesse perdido, e esse alguém suscitasse em você um amor ainda maior e incondicional?
Descubra todas as respostas, questione-se, admire-se e emocione-se com Face a Face, o último livro da trilogia hot A Escalada de Eva, que garante aguçar seus sentidos, arrepiar sua pele e satisfazer sua curiosidade.
Lido em: Abril de 2015
Título:  A escalada de Eva - Face a Face
Autora:  Elaine Elesbão
Editora: Verve
Gênero: Literatura Nacional/Romance
Ano: 2015
Páginas: 352

O segundo livro acaba de uma maneira revoltante, a Amanda dá uma noticia bombástica: ela está grávida de Thomas. Amanda informa que na noite em que ele estava sobre efeito de álcool, a fatídica noite que Thomas e Eva tinham rompido relacionamentos deles. Nessa noite essa criança foi concebia. Depois dessa bomba que começa o inferno. Amanda está determinada a plantar a semente da discórdia entre o casal. Além de Thomas não se lembrar do ocorrido, Amanda só aceita fazer o exame de DNA depois que o filho nascer.


Eva mais parece que está sendo testada. Seu gênio forte, é afrontar de diversas maneiras, mas algo que é admirável em Eva, é a sua paciência e sua inteligência. Ela não se deixa levar pelas inúmeras alfinetadas e provocações de Amanda (Sério gente, Amanda está impossível neste livro).

Para completar Marco aparece informando a Eva que está se tratando conforme a recomendação de Eva. O que a deixa inicialmente feliz. Mas o que ela não esperava era que o psicólogo de Marco sugerisse para que eles tivessem uma conversa final. Aquela em que se coloca todos os pontos nos is. Afinal, Marco é completamente apaixonada por Eva, mas está disposto a tentar esquece-la. Sim, isso significa que lá se vem mais problema.

De repente o casal se depara com seus “ex” atormentando o relacionamento que estava a mil maravilhas. Amanda enlouquecida infernizando a vida por causa da espera de um filho de Thomas, e Marco se mostrando equilibrado por seu amor platônico por Eva, mas querendo revê-la.

Mas o que geralmente eu espero de Eva é um ataque de fúria, brigas, discussões até que tudo isso se esclarecesse. Mas o que acontece é o contrário.

Eva e Thomas são de tamanha cumplicidade e confiança que passam a enfrentar mais esse obstáculo no relacionamento juntos. Isso só mostra que juntos, o amor é capaz de suportar qualquer barreira.

-Quero satisfazer as suas vontades, as suas necessidades e os seus caprichos porque nada no mundo me alegra mais do que vê-la sorrir. Amo ouvi-la gargalhar e tenho certeza de que ao seu lado serei sempre um homem realizado. Aceite as minhas qualidades e os meus defeitos, e me ajude a melhorar o que for possível. E me ofereça as suas qualidades e os seus defeitos também, e lhe garanto que se melhorar o seu pior for uma tarefa inglória, que amarei os seus defeitos como nunca os defeitos foram amados por alguém. - Pág 51.

E é desta forma que o casal irá aos poucos superar cada um dos obstáculos que vão surgindo. Nesse livro tanto o passado de Eva quanto o de Thomas é trazido a tona. E o que eles menos esperavam era que o passado deles estivesse ligado de forma tão intensa.

Thomas irá encarar todas as suas dores... Eva terá explicações que nem ao menos procurou... E de todas essas situações uma coisa prevalece em toda essa história: O AMOR!!! Não só o amor entre eles, mas também das suas famílias... 

O mais interessante é a forma como a autora amarra todas as pontas, sim, nada foi esquecido, todos os questionamentos e desconfianças que temos nos dois primeiros livros são respondido agora, e é admirável o que a Elaine Elesbão fez...

E o que mais gostei, é que em um determinado fato, ela deixa as conclusões para nós leitores, nos permitindo divagar sobre todas as lições que foram trazidas.

Mais uma vez, de novo, novamente, nós recomendamos a leitura deste livro e damos a vocês a certeza de uma história recheada de amor, compaixão, compreensão, lições, suspense e uma pitada erótica sensacional.

Esse livro fez parte do #DesafioLiterário2015 da Mara, na categoria "Um livro publicado em 2015."


Opiniões sobre a trilogia completa




Procurando uma boa leitura? Eu sempre irei recomendar essa. Do começa ao fim é uma história que te instiga a ler mais e mais. A autora tem a facilidade de envolver o leitor no enredo, levando sua emoção ao limite. Os personagens são de uma inteligência, que me faz acreditar a cada linha que são reais e que eu irei conversar com eles a qualquer momento. Tudo é esclarecido de uma forma espetacular. "Parece" até que foi escrita de trás pra frente (rs). Nessa trilogia você tem de tudo: Romance, suspense, mistério, tragédia, sexo. Eva era uma mulher que já não via muito sentido na vida depois da perda de seu grande amor em uma acidente, até conhecer Thomas a cópia fiel (fisicamente) de Nicolas. No decorrer da trama descobrimos que Thomas é irmão gêmeo de Nicolas, que foi criado por sua tia. Com muitas revelações parece que tudo será mais simples de ser esclarecido, porém ocorre o contrário. Thomas e Eva se desentendem por estarem de "cabeça quente", acarretando que cada uma siga sua vida e com relacionamentos opostos. Mas o destino não irá deixar que isso simplesmente acabe assim. O amor tende a unir o casal, dessa vez com uma pequena família, pois Thomas já não está mais sozinho. Essas e outras emoções você só encontrará em A Escalada de Eva. Ouso a dizer que é a trilogia mais completa que eu já li. Perfeita. Linda e Amada! Parabéns Elaine Elesbão !!!!!! ‪#‎AEscaladaDeEva


O primeiro livro da trilogia veio parar nas minhas mãos "por acaso", um presente de Natal da Luana... Quando vi pensei "Mais um livro erótico, espero que esse seja diferente!!" e o meu pedido foi atendido... Primeiro, a Eva não é a mocinha frágil, submissa e bobinha... Ela é uma mulher forte, que passou por dificuldades na vida e que lutou muito para ser quem é (muitas de nós nos identificamos com ela)... E eu aguardei ansiosa pelo segundo livro e vivia dizendo as meninas amigas e leitoras que elas precisavam conhecer essa história e de tanto falar, as convenci... rsrsrs Vocês verão logo o quanto a Thaís e a Klaudia são gamadas...
Mas o que me faz recomendar essa história, é o fato dela trazer tantos elementos... Você tira toda a parte das cenas eróticas e continua tendo uma história incrível... Sem contar o tanto que nos assemelhamos as dores e alegrias deste casal... O quanto os achamos reais!
Para mim, é a trilogia mais completa que já li e com sentido em ser uma trilogia, onde todos os pontos são ligados e que te surpreende a cada linha lida... Fiz mil conjecturas sobre o que iria acontecer e mesmo assim nem passei perto delas... rsrsrsrs Diverti muito a Elaine com as minhas ideias loucas!
Eva e Thomas serão sempre lembrados por mim, acredito que irei sempre matar a saudade deles, lendo os livros completos ou apenas alguns trechos. #Eurecomendo #AEscaladadeEva



Parem o mundo, o universo, as criações mirabolantes, pois eu quero descer. Descer rumo a solo plano ou sei lá, sair do abismo de amor, raiva, dor e amor incondicional. Eva e Thomas balançaram o meu íntimo, revelaram meus anseios e meus melhores e piores devaneios.Não me condene! Sou daquelas que vive os romances dos livros, transforma os personagens em amigos e amantes, de verdade! E nem me venha com essa conversa de que terapia resolve por que são os livros o meu remédio, a minha terapia...Desde que fui apresentada a Eva me identifiquei com sua dor por razões totalmente adversas. Além disso, vivi o reverso da personagem que descobre, por mil e uma razões, o poder e os motivos para amar. Sim, novamente você me desvenda e abre a caixa de pandora: Eva foi ao fundo e voltou. Eu, bem, eu estou me forçando a ir ao fundo e me convencendo que posso subir sem fantasiar a existência sublime e planejada de um Thomas, ou Nicolas, ou Silas, ou quem sabe um Lucas. É, você vai precisar ler a trilogia e conhecer os homens da família Chapman para entender, #soosfortessabem, #elaineelesbao, #tresleitoras, etc.Ler a Escalada de Eva é literalmente escalar por um enredo montanha-russa de revelações, ações, amores, desilusões e resoluções. A autora, como costumo dizer, põe a lente de aumento nas fragilidades humanas e nos encanta com inferências sobre o amor que desnudam nosso maiores e melhores segredos.Ler e reler tal escalada me fez forte, frágil, ciente de que sou humana, ciente de que o que é meu está guardado. Mas, como vejo o tempo passar em câmera lenta, leio vorazmente, saboreio cada beijo entre Thomas e Eva, sorrio com as tiradas do seu Guido, malho aflita fazendo conjecturas sobre Silas, Benja e Amanda...E no fim, me despeço de mais uma história de amor que me despedaça e me reúne da maneira mais extasiante possível.O que posso fazer depois disso tudo?Reler algumas páginas, visitar velhos amigos e agradecer a Elaine Elesbão por me permitir conhecê-los e amá-los. Aventure-se! Viva! Chore! Ame! E contemple as estrelas!“Saber rir das dificuldades da vida não é deboche, é estratégia.” - Elaine Elesbão


Eu conheci a Mara numa fila de autógrafos há mais de um ano. Pelo jeito moleca, sabia que ia ser uma amizade fácil. Ano passado fomos ver a Sylvia Day e Mara me perguntou se eu havia lido A Escalada de Eva. Diante da minha negativa ela fez a maior cara de espanto, dizendo que não acreditava que eu não conhecesse a mocinha rica (o inverso dos nossos romances preferidos) que era apaixonante.Pois bem, decidi que ia ler e não me arrependi. Eu classifico a trilogia com três palavras: viciante, apaixonante, surpreendente.Viciante, pois o primeiro livro trata de te segurar de forma covarde, você não tem chance de escapar. Você não consegue parar de ler, não desgruda do livro um segundo.Apaixonante a partir do momento que você conhece mais a fundo as personagens e as estórias começam a ficar intrigantes e relacionadas. É quando você sente a paixão, o verdadeiro amor.Surpreendente porque você "pensa que", "imagina que", "acha que", sabe o que vai acontecer, mas não sabe de nada. Cada página é uma nova e deliciosa surpresa, coisa de roer as unhas.Enfim, finalizo derramando meu amor pela autora. Uma pessoa fofa, atenciosa, linda por dentro e por fora. Me mandou os três livros autografados, uma atenção que não tem preço.Essa é minha história com A Escalada de Eva!

Posts relacionados

0 comentários