O que está por trás dos livros de colorir?


Oi, Leitores!!!

Depois de ver tantas polêmicas no Facebook sobre a nova moda dos livros de colorir, resolvi fazer esse post com o objetivo de mostrarmos o que está por trás deles.


Mas antes de qualquer coisa quero falar algo que é extremamente importante na minha opinião, os livros de colorir não vão e não querem substituir os livros escritos... Lembra aquele velho ditado que diz "uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa"? Então, são dois seguimentos completamente diferentes, onde um não quer substituir o outro. Mas, ok, entendo se os livros de colorir não te atraem, mas utilizar o termo "prefiro os livros escritos" não cabe, afinal eles são completamente diferentes.

Por trás de todos os benefícios que esses livros trazem, sabemos que existe o aproveitamento deste "boom", afinal vivemos em um mundo capitalista, então não nos assustemos com o crescimento de opções de lápis de colorir, canetinhas e etc. É natural, faz parte do processo de sociedade em que estamos, mas sou a favor de dosarmos o consumismo rsrs!

Bom, acabei coletando trechos de algumas matérias que li na internet sobre tal assunto!

O sentimento de orgulho ou satisfação por completar a pintura e observar como ficou bonita também é outra explicação possível, já que os livros ativam o circuito de recompensa do cérebro, o sistema responsável pela sensação de prazer. Quando estimulado, ele libera dopamina, um neurotransmissor que provoca o sentimento de bem-estar. - Revista Galileu

Mesmo com o sucesso que têm alcançado nos últimos tempos, os livros de colorir para adultos, ao contrário do que algumas pessoas acreditam, “não são uma forma de terapia”, de acordo com a psicóloga Cristina Almansa Mendes, em entrevista à TV TEM. “Os exemplares são apenas um meio de passar o tempo se concentrando em algo, o que ajuda a dar prazer e aliviar o estresse do dia a dia”, explica a especialista. - G1

A arte terapeuta Deolinda Fabietti, especializada em cuidado do adulto, afirma que a pintura pode ser um canal para se expressar, ajudando a exercitar a criatividade e a alcançar maior autoconhecimento. “A arte atinge esse bem estar e traz um momento de relaxamento, que pode conduzir a um contato com seus conflitos e maneiras de lidar com eles”, diz. - Época

Vamos conferir agora o que algumas adeptas dos livros de colorir nos falaram sobre eles?



Karla Guedes - Ganhei meu primeiro livro em janeiro de aniversário de uma amiga que sabe que sempre curti pintar, desenhar, etc. Sou Arquiteta e sempre estive em contato com arte. Fiquei apaixonada. Porque realmente relaxa, se você de fato, se desligar de tudo. Pra mim, no momento que me encontro agora, está me fazendo muito bem. Não tenho pressa de terminar, não tenho compromisso, nem neura de ser a melhor artista...é apenas um passatempo, onde eu posso ouvir um cd que não ouvia há séculos, etc. É o MEU momento, só pra mim. Acho os desenhos da Johanna (Jardim Secreto e Floresta Encantada) muito detalhistas e uns muito pequeninhos, minha vista as vezes reclama, então fui procurar alternativas, RESUMO: tenho uma coleção deles! Fora que entrei em grupos que dão dicas, ensinam técnicas, materiais baratos, entre outras coisas. Esse universo de arte terapia existe sim, e faz muito bem a quem se dispõe e tê-la como hobby. Sem neura, sem pressa, sem preconceito a quem o faz. Arte só faz bem ao coração, seja ela que forma for, e realmente, não é pra todos. Não é todo mundo que entende. Uns leem, fotografam, bordam, enfim, é apenas mais uma forma de ter seu tempo pra si.

Pinturas da Karla Guedes


Bruninha Mazzali - Ao pegar um livro, sempre somos beneficiados. Embarcamos em um mundo cheio de magia.Agora imagine você dar vida a esse mundo. Rechear de cores, texturas, sombras e luzes. Pintar nos ajuda a expressar o que sentimos, além de ajudar a manter a concentração. Quando estamos focados na pintura, conseguimos esquecer dos problemas enquanto damos formas e cores a um cenário onde o artista somos nós. Costumo pintar a noite, dedico pelo menos 1 hora pintando e relaxando, além de pintar gosto de desenhar também. O proposito do livro realmente é aplicado em mim.

Pinturas da Bruninha



Bianca Faria - Eu me encontro nos desenhos. Gosto de colorir e já pensar nos outros desenhos e as cores que vou usar. Todas as minhas preocupações, angústias e stress ficam nos desenhos de forma colorida e feliz! Está sendo uma experiência única, que quero manter o resto da minha vida.



Pintura da Bianca



Deise Picolo - Gosto muito de ler, sempre leio dois livros ao mesmo tempo, um físico e um digital, em dezembro vi o livro de colorir na saraiva e me chamou a atenção, resolvi comprar, mas não havia pintado nada ainda, depois começou a febre e me despertou novamente a curiosidade, entrei em um grupo no facebook e comecei a pegar dicas de pintura e materiais, quase todos os dias pego o livro para pintar, não dou nenhuma artista e nem pretendo ser, mas confesso que quando estou pintando tudo foge da mente, apenas ficam os pensamentos das cores e desenhos, me desligo do mundo e curto bastante esse tempo, mas escuto sempre as pessoas criticando julgando que seria falta de tempo, eu já acho o contrário e um tempo que eu me desligo e esqueço de tudo o que aconteceu durante o dia, e nenhuma opinião contraria vai mudar, pinto quando encontro um tempo livre, que geralmente e no horário da novela, pois resolvi não assistir mais e continuo com minhas leituras sem nada a ser prejudicado. Eu só tenho lados positivos o negativo que eu vejo e somente pela ostentação de materiais e preços altos, mas no geral nem entro em discussão, respeito a opinião de todos.


Carla Tavares - Sempre gostei de pintar desde criança na adolescência já fiz cursos e cheguei a pintar quadros.Agora com essa moda que surgiu de livros com desenhos de motivos mais adultos como jardins , cidades,pássaros...a vontade de pintar voltou.Fico feliz quando vejo o desenho pronto (pintado) mas confesso que até começar a pintar demoro olhando o desenho e pensando como posso pintar,quais as cores que tenho... Como tem alguns desenhos com muitas folhas , sempre acho que não tenho cores suficiente! Acho que é um modo de colorir um pouco nossa vida , mas não deixo de ler meus livros também!!







Sheila Bomfim - Eu ouvir falar a primeira vez sobre os livros de pintar, em um grupo de leitores no Facebook, porém, não dei muita importância. Não sou boa com pinturas. Um tempo depois vi uma postagem de uma amiga e a pintura dela, entendi que o livro não é somente para artista, mas para pessoas que querem se divertir e resolvi entrar na brincadeira. Adoro o meu livro, não tenho nenhuma técnica e sinceramente não tenho muita vontade de estudar técnicas de pintura, pinto por diversão para relaxar e brincar com as cores. Amo imaginar histórias com as minhas pinturas, cada uma no fundo tem um motivo e uma historia guardada. Tenho 27 anos, baiana, estudante de fisioterapia, mãe, esposa, dona de casa, escritora e adoro brincar de pintar.

Pinturas da Sheila


Carol Paim - Bom, eu tinha visto alguns comentários no facebook sobre o livro, mas não me interesse muito. Isso foi logo que eles foram lançados. Só me encantei quando entrei em uma livraria, peguei o livro e o folheei. Acabei comprando na hora.Depois disso começou a caça pelos lápis de cor, e nesse ponto sou obrigada a confessar que desde pequena eu sonhava em ter uma caixa de lápis de cor 36 cores da Faber Castell e só realizei esse sonho depois de adulta. Hoje conto com uma infinidade de materiais de pintura, como lápis de vários tons, aquareláveis, apagáveis, canetinhas com vários tamanhos de ponta, giz de cera, tinta e mais mil coisas que posso usar para pintar, entretanto o que vem me faltando é tempo e paciência. Eu sei que o livro é para acabar com o estresse, mas muitas vezes, quando a pintura não fica como eu quero, acabo me frustrando. Sem contar que como se tratam de desenhos pequenos, o cansaço devido a imensa concentração para não borrar, acaba me frustrando um pouco. Eu ainda não abandonei meu livro e nem pretendo, mas estou pintando lentamente e já não compro mais nada para incrementar minha pintura. Vejo outros livros, me apaixono por alguns, mas condicionei a compra de um livro novo apenas após terminar de pintar o Jardim Secreto, porque ao invés de me tirar o estresse, esses livros de pintar vão me levar à falência.
Tenho 26 anos, Analista de Sistema, estudante de Analise e desenvolvimento de Sistemas, escritora, capista por hobby, mãe de três meninas (Aqui eu tenho que fazer um aparte - Parei um pouco de pintar também, porque cada vez que eu ia pintar, uma das minhas filhas aparecia e eu tinha que esconder o livro. É horrível dizer isso, mas eu não vou dividir meu livro de pintar com elas. Eu tenho o meu e elas tem livrinhos infantis delas, simples assim.), esposa e mais mil coisas que não lembro agora porque estou ocupada fazendo o almoço...kkkkkkk

Pinturas da Carol

Olhe pessoal, preciso confessar, depois de ver todos esses depoimentos e desenho só pensei em uma única coisa... PRECISO COMEÇAR A PINTAR O MEU URGENTEMENTE!!!

Espero que vocês tenham gostado e se inspirado com a matéria... Acompanhem o nosso Instagram, acho que em breve terão pinturas minhas por lá. 

Encontre-me

Posts relacionados

2 comentários