Resenha: Kitty



Oi, Leitores!!!

Confesso, quando comecei a leitura deste livro, não estava dando muito créditos a ele e o que foi bacana... EU ME SURPREENDI!!! E adoro quando isso acontece.

Acho que vocês, como eu, irão se apaixonar por Kitty, a gatinha mais sarcástica que você poderá conhecer nessa vida.

Lido em: Junho de 2015
Título: Kitty
Autora: Elle S.
Editora: Arwen
Gênero: Romance
Ano: 2014
Páginas: 295


Sinopse: Kitty é uma gata sarcástica e cheia de mistérios que aprendeu a viver nas ruas há mais de quatrocentos anos. Independente e esperta, ela foge de qualquer contato humano, já que deixar-se ser adotada é o seu pior pesadelo. O grande medo dessa felina é que alguém desperte dentro dela o seu maior segredo. Vivendo nos becos da cidade de São Paulo, Kitty conquista o coração de Eduardo e, contra sua vontade, vira um animal de estimação. Tudo o que essa gata não queria que acontecesse.
Entre as diversas tentativas de fuga, ela se vê cercada de afeto e carinho pelo seu novo dono e começa a ser cativada. Então, é Eduardo, seu dono ruivo e charmoso, que desperta o que Kitty tem de pior. Quando ele deseja que sua amada amiga de estimação seja mais do que ela realmente é, a gata precisa correr contra seu próprio instinto.
Ser quem ela foi condenada a ser, ou viver como quem ela verdadeiramente é? Dividida entre duas espécies, Kitty precisa decidir o destino de sua vida para viver um grande romance.

Comecei a ler o livro e fiquei intrigada de cara por ele ser simplesmente narrado por uma gata. É isso mesmo, uma bela gatinha, por sinal. 

Em uma noite qualquer, os caminhos de Eduardo e Kitty se cruzam, ele bêbado vomitando em um beco, atrapalhando o sono da beleza de Kitty. Assim que Eduardo põe os olhos nela, decide levá-la para casa, engraçado é que ele acredita piamente que tratasse de um GATO e isso ofende Kitty profundamente, mas o carinho com o qual ele a trata, também mexe muito com ela e ela repudia isso, ela morre de medo de ser amada e cuidada e é aqui que todo o mistério do livro se inicia. Ela só tem uma certeza, precisa fugir, sair da casa do Duda, afinal isso nunca deu certo, não seria agora que daria.

Kitty se derrete pelo carinho e atenção que Eduardo Molina lhe devota e ela sente necessidade de ajudá-lo, já que ele sofre por Alice, sua ex. Porém ela luta totalmente contra sentimentos, ligações e relacionamentos. E o conflito está instalado.

Assim, percebemos Kitty entrar no embate entre fugir ou permanecer ao lado do Eduardo e é aí que descobrimos que há 400 anos ela prefere viver sozinha nas ruas de São Paulo, sem relacionamentos, principalmente com humanos.

E entre tentativas de fugas e fugas propriamente ditas, vamos percebendo e descobrindo que Kitty não é uma gata qualquer e que o destino a cada dia que passa quer que os caminhos dela e Eduardo se cruzem por aí,

Será Kitty e Duda capazes de contrapor o destino??



Um destaque que faço é com relação aos personagens secundários, que no final não tem nada de secundários... Sem Alice, Arthur, Marvin e Una essa história não seria a mesma e isso mexeu muito comigo.

Elle S. conseguiu algo bem difícil, fazer eu me encantar por um livro narrado em primeira pessoa e com poucos diálogos. Com os pensamentos de Kitty, consegui vivenciar os sentimentos dela, sem contar que soltei muitas risadas com suas tiradas e humor negros.

E termino esta resenha com uma música que permeia sempre a história e confesso uma das minhas preferidas do Lulu.


Sem contar que ainda pude cumprir uma categoria do #DesafioLiterário2015



Categoria: Um livro de um autor que você nunca leu.





2 comentários :

  1. Olá!
    Quando eu comecei a ler o livro também não esperava nada dele, mas ele me surpreendeu, a autora soube desenvolver a história muito bem e o desfecho foi de chorar e apertar o coração!
    Beijos, Tabatha
    http://aproveiteolivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale desse desfecho, lindo demais!!! :)

      Obrigada pela sua visita!

      Excluir