Resenha: Só tenho olhos para você




Olá, leitores!!!!

A saga dos Sullivan continua...


Título: Só tenho olhos para você
Autora: Bella Andre
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance
Páginas: 256 
Ano: 2013

Neste quarto volume seremos deleitados pelo romance da gêmea Sophie, a boazinha, e o nono Sullivan. Não, você não leu errado. Há um nono Sullivan, ou ao menos assim os amigos de infância o rotularam quando Jake McCann passou a frequentar a casa deles depois de uma briga de escola com o lindo e charmoso Zack Sullivan. (confira as resenhas anteriores aqui no blog).

O que existe de diferente nessa obra? Bem, se você ainda não conheceu os Sullivan e apenas leu as resenhas, aconselho a começar a leitura para ontem.

Somente conhecendo cada um deles e a criação que receberam é possível constatar a força do amor que os cerca, o valor que cada um deles dá ao verdadeiro ou impossível amor. Pois estes quando conquistados são intensos e totalmente verdadeiros.

Atenção! Se você está realizando a leitura dos livros anteriores, esta humilde e apaixonada resenha pode conter spoilers.

Aviso dado... vamos ao que interessa:

Finalmente Chase e Chloe vão casar. Sim! O fotógrafo que dá início a onda de paixões que invadirá a família irá se unir em matrimônio àquela que lhe conquistou com um olhar... E, sim, Marcus presidirá a cerimônia, mas ainda não casou com Nick, a pop star. Mais perguntas? Não! Gabe ainda é pai apenas da pequena e esperta Summer. Acalme-se! Há crianças pelo caminho...

De quem?

Bem, Sophie é a mais romântica de todos os Sullivan e seu apelido de boazinha esconde toda a fortaleza e revolta que tem por ser tratada como a mais frágil e desprotegida de todos. Afinal, nos tempos difíceis ela era apenas um bebê que vivia grudada no irmão Smith, o artista de Hollywood.

Por isso é a que se propõe organizar o casamento do irmão a ser realizado nas vinhas, local no qual Chase e Chloe se apaixonaram.

É aqui que entra o nono Sullivan: Jake McCann e a constatação de ambos de que não dá mais para fugir do desejo que alimentam desde a infância: uma garotinha de cinco anos que não abandona os livros e um garoto de dez sem os pais, forte por fora, frágil por dentro e que, digamos assim, não gosta nem um pouco de livros.

Desejar aquela que sempre foi vista como amor inatingível e verificar que apesar da diferença de idade nada mudou, será o maior desafio de Jake. Sophie é linda sem nem se esforçar para ser e todo auto controle vai por água abaixo quando ela, bastante geniosa, decide vestir-se como mulher fatal para o casamento surpreendendo a todos. A coitada é quase sufocada pelos irmãos mega protetores, incluindo a gêmea má...

Uma noite é suficiente para Sophie desarmar Jake, seduzí-lo e ser abandonada. No entanto, leva-se trinta dias ou mais para sua fragilidade, sensualidade e força surgirem de modo protetor: Sophie está grávida!

Grávida do homem que sempre amou e a rejeitou como mais uma que passou por sua cama, seus braços... Mas, Sophie é tão correta que não lhe nega a paternidade. E mesmo sob os protestos da irmã, Sophie vai até Jake.

Saber que terá aquilo para o qual nunca sentiu-se preparado ou desejado, fará Jake rever suas prioridades, e enlouquecido pela possibilidade de ver a mulher amada sofrer ou ser cuidado por qualquer outro homem da face da Terra. Assim,  decide desafiá-la: convencê-la a casar-se com ele para que juntos cuidem do filho.

Desafio? Desaforo!! Sophie quer ser amada e não sentir-se um peso ou digna de pena. E assim, sem conseguir controlar o desejo, escondendo a gravidez da família e totalmente ciente dos seus segredos, Jake e Sophie viveram a descoberta do amor mais sublime. Ela mostrando-se forte e capaz de amá-lo para todo sempre, e ele com medo de tê-la por perto e ter seu segredo revelado.

Fome, surpresas na primeira consulta, cirurgia de risco, família protetora, segredos e disputa cercam o clima sensual que envolve o amor por tanto tempo represado por esses dois.

“Mas, como resistir?”



Encontre-me

Posts relacionados

0 comentários