Resenha: Sr. Daniels


Oi, Leitores!!


Muito se ouviu e ainda está se ouvindo falar desse livro. Um queridinho talvez?

Pois bem, tenho que conferir, eu pensei. Mas cadê o tempo? E eu via resenhas, comentários e amigas me dizendo:

"VOCÊ      P-R-E-C-I-S-A     LER"
Ok minha gente. Vamos lá!









Sr. Daniels - Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã.
Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês.
Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.
Envolvente, emocionante, lindo e emocionante de novo.



"Há duas coisas que eu preciso que você veja. Uma vive em você e outra em mim.”

Ashlyn perde sua irmã para a leucemia. Sua tão amada irmã.

Logo em seguida ao funeral, ela recebe uma caixa com diversas cartas e uma lista de coisas para Ashlyn realizar antes de morrer, e a cada item realizado ela recebia uma carta de sua irmã, algumas dessas cartas são descritas no livro.

Havia dois tipos de luto. Aquele em que a pessoa abria seu coração para o mundo, sem deixar de dar valor às coisas, e vivia cada dia como se fosse o último. E aquele em que a pessoa se fechava e vivia em seu próprio mundo, incapaz de se conectar com os outros.

Ahs estava desolada, desiludida, sem chão com a morte da irmã. Estava determinada que não viveria com a mãe, que acreditava fielmente gostar mais da irmã do que ela. Assim ela decide ir para a casa de seu pai ausente em outra cidade. Sua mãe apenas lhe disse adeus (me revoltei nessa hora).

Ash esta no vagão do trem a caminho de Edgewood. Nunca tinha feito uma viagem de trem, e tudo pra ela é “novidade”. Atenta a tudo, ela nota a presença de um homem... De um menino... Bem de um Lindo. De tirar o fôlego. Olhos azuis. Brilhantes. Lindos.

Daniel Daniels perdeu em pouco tempo duas das pessoas que mais amava. Sua mãe e seu pai. A música era a única coisa em que conseguia esquecer momentaneamente o período de luto. Ele se sentia em paz quando tocava em sua banda, a Romeo's Quest.







Daniel é o nome do menino dos olhos azuis e entra na vida de Ashlyn para trazer um pouco de alegria e luz para seus dias tão escuros, e o mesmo pode-se dizer de Ashlyn na vida de Daniel.
Agora minha mente estava considerando coisas loucas. Ashlyn me fazia pensar em desobedecer as regras, em encontrar brechas, em segurá-la nos braços em corredores ocultos, e em ler Shakespeare para ela nos cantos abandonados da biblioteca. 



Porém uma luz maior estava por vim, a luz no fim do túnel aparece na forma de uma garota de olhar triste, uma garota tão apaixonada por literatura quanto ele.

Ashlyn volta a frequentar as aulas e é surpreendida ao conhecer seu novo professor de Literatura Inglesa e ver os mesmos olhos azuis que encontrou no trem no seu professor. Era ele Daniel. Daniel é Sr. Daniels, seu professor.

O livro inteiro fala muito sobre morte e como você fica sem chão ao perde alguém.

Uma coisa tão simples e linda no livro é que no começar de cada um capitulo tinha um verso de uma musica do Romeo's Quest.


"Vivo. Quero estar vivo, e não tenho nem ideia do por que,
vendo quão horrível é a vida às vezes."

Eu simplesmente amei o livro. Envolvente, emocionante, lindo, perfeito e emocionante de novo.

Apaixone-se também por Daniel Daniels!








É com muito orgulho que eu tenho esse exemplar autografado na minha estante. Graças a minha amiga Ilíada, que compareceu ao evento do #MochilãoRecord em São Paulo. A Autora estava lá para uma sessão de autógrafos. #FelizDemais












Destaque: Preciso contar uma coisa. O primeiro beijo do casal é a coisa mais linda de viver. Um acontecimento "normal". Não imagine que o mocinho levou ela em um passeio de balão ou algo assim. Não. Mas foi tão cheio de significado, carinho... Que quando li, eu queria chorar de emoção. Queria que as pessoas se "doassem" como  Daniel.

Informação: Achou clichê a história? Pois bem, nos EUA não é aceitável o envolvimento de professor e aluno. Lá a coisa é levada a sério. E o que é clichê pra você, pois eu amo o clichê.
Antes ler um clichê bem escrito (como esse) do que uma história mirabolante com uma boa ideia, porém mal escrita. #FicaDica

Título: Sr. Daniels
Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Galera Record
Gênero: Romance/Drama
Ano: 2015
Páginas: 320
Lido em: Julho 2015
Categoria: Livro que se passa em um colégio
Nada melhor que amor de Professor e Aluna




Encontre-me

Posts relacionados

0 comentários