Livros nos ônibus - DF

Oi pessoal, tudo bem?

A algum tempinho atrás, pra ser mais exatamente no dia 14/08/14 eu publiquei uma matéria sobre "Cobrador Monta biblioteca dentro do ônibus" Que até então era uma ideia dele.

Não sei se por coincidência ou não, quase um ano depois, eu entro em um ônibus (ainda em Brasília) e vejam o que eu vi.

Ahhhh calma, não é o ônibus do Senhor Antonio Ferreira (pena). De imediato lembrei da matéria de um ano atras. Mas quando eu li o suporte tive uma surpresa. Entrei no site que estava escrito http://culturanoonibus.com.br/





Ciente de que a cultura é um fator de grande importância para a formação do cidadão, para que o homem tenha consciência de si mesmo, para construção do conhecimento, para o entretenimento, para a estruturação de uma sociedade mais igualitária e competitiva e conhecedor de um fato, no mínimo alarmante, de que os brasileiros não possuem o hábito de ler e em muitos casos não compreendem o que lêem, resolvi criar uma proposta que tem como principal objetivo o incentivo à leitura, entendimento, escrita e divulgação da cultura.

Outro aspecto da minha proposta é que os locais escolhidos para oferecer cultura através da leitura são os ônibus do Sistema Coletivo do Distrito Federal, com o intuito, inclusive, de tornar mais aprazível o deslocamento das pessoas que utilizam esse tipo de transporte.



Antonio do Livro

ANTONIO DO LIVRO

Autor do projeto Cultura no Ônibus 

Tenho 36 anos de idade, nasci no Maranhão e cheguei ao Distrito Federal no ano de 1993, vindo de uma família de humildes agricultores. Estudei em escolas públicas, superando grandes dificuldades, tendo por vezes apelado a colegas para conseguir livros e materiais emprestados para que pudesse seguir com meus estudos. Sempre fui ligado à leitura, apesar de não haver um incentivo a isso nas instituições onde estudei.
Não possuo formação superior mas pretendo avançar com meus estudos até atingir esse objetivo.
Conheço os benefícios que a leitura proporciona ao ser humano e também a dificuldade que as pessoas de baixa renda têm para adquirir livros e terem acesso à cultura.
Trabalho desde o ano 2000 em uma empresa de transporte coletivo na função de cobrador. Nesse contexto convivo diariamente com pessoas humildes, estudantes em busca de seus sonhos, crianças, adolescentes e adultos que muitas vezes percorrem grandes distâncias para irem estudar, trabalhar, passear e que permanecem entre quarenta minutos e uma hora e meia dentro do ônibus, sem opção alguma de lazer ou entretenimento.
Tenho dois filhos e busco diariamente incentivá-los a ler, estudar e produzir conhecimento, pois sei que sem cultura em um ambiente competitivo, como é o mundo de hoje, eles não terão grandes possibilidades de se realizarem.
Acredito muito na leitura como forma de mudança social e busco cada vez mais difundir esse maravilhoso hábito.




Oh My God!!!!!!
Meu coração está transbordando de felicidade!

Hoje o projeto não é mais feito de improviso e sim existe algo grande. Antonio conseguiu proporcionar a leitura não só apenas no seu coletivo, mas em muitos outros espalhados por aí...
Ahhhh eu ainda pego um onibus com o Senhor Antonio e tiro uma foto com ele. Ah se tiro!!!

E você, gostou da iniciativa do Senhor Antonio? 
Na sua cidade existe um projeto parecido?
 Conte-nos nos comentários.
Abraço!!!!




Encontre-me

Posts relacionados

0 comentários