Resenha: Se você fosse minha



Olá, leitoras (res)!




Título: Se você fosse minha
Autora: Bella Andre
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance
Ano: 2013
Páginas: 320




Vem aqui mais uma resenha sobre um membro da família Sullivan...

Se você vem acompanhando as resenhas, mas ainda não leu nenhum dos livros vou atualizá-las(os) um pouco:

- Jack e Mary Sullivan foram um casal apaixonadíssimo e viveram seu conto de fadas até Jack morrer, prematuramente, por conta de um aneurisma.

- Mary criou sozinha seus oito filhos, sem deixá-los experimentar o amor materno na forma mais sublime.

- Cada uma das histórias aqui resenhadas fala especificamente como cada um descobriu o amor em sua plenitude. Ah! Eles não foram se apaixonando na ordem em que nasceram não.

- Se eu não estiver maluca na contagem, a ordem de nascimento desse clã sedutor obedece à seguinte sequência: Marcus, Smith, Chase, Ryan, Zack, Gabe, Lori e Sophie.
- O primeiro a cair nas garras suaves do amor foi o fotógrafo Chase. Logo em seguida, Marcus cai de amores por uma pop star e Gabe apaixona-se por uma vítima de incêndio que acabara de salvar. Mas as chamas do amor não esfriaram e logo trataram de esquentar a vida de Sophie e o nono Sullivan, Jake. 

- Agora é a vez do mais durão de todos, aquele que acreditou ser o único a livrar-se da possibilidade de amar...

Lori e Zack são os filhos mais durões de Mary Sullivan e Jack. E são tão danadinhos que zombam dos seus irmãos estarem quase todos rendidos por mulheres frágeis/fortes e adoráveis, com direito a enteados e a bebês surpresa no caminho deles.

Depois de apostarem quem seria o próximo a ser fisgado, Zack tinha certeza de que ganharia a aposta feita com Mazinha. Afinal, ele não era apenas o filho mais bonito, se é que há como medir beleza nessa família de beldades. Mas também era o mais parecido fisicamente com o pai e carregava consigo o medo de sofrer dos mesmos problemas de saúde.

Portanto, apaixonar-se era algo fora de questão. Zack, o mecânico, piloto de corrida e bem sucedido empresário da Autos Sullivan, não considerava casar-se com alguém para logo em seguida abandoná-la à própria sorte como acontecera a sua mãe. Nada de amores, apenas relacionamentos passageiros e sexo do bom, nada mais.

Até sua sobrinha emprestada, Summer, pedir-lhe um favor: cuidar de Ternurinha, uma cadelinha recém-chegada à família. Gabe teve um certo trabalho em convencê-lo já que não poderiam levar a bolinha de pelo para viajar durante as férias.

Qual a solução? Não negar o pedido daquela garotinha linda! E lá foi o solteirão e solitário Zack perder a cabeça com a “vira-lata” mais sedutora de todos tempos. Adeus, paz e sossego!

O único jeito seria treiná-la para obedecer e uma velha vizinha acaba indicando Heather para auxiliá-lo nessa empreitada.

Heather Linsey é uma jovem empresária dona da Top Dog. É uma boa treinadora e parceira de um pastor alemão, Atlas, que sempre está a postos para ajudá-la a defender-se de homens esnobes, arrogantes e com instintos para magoar e decepcionar as mulheres.

Mas, quem vê cara não vê coração. E num encontro inusitado onde empatia não é uma sensação inicial, Zack e Heather vão descobrir que confiança e amizade são o tempero perfeito para sustentar uma amizade com benefícios.

Entre se deixar seduzir, enfrentar os dias de treinamento, encarar os próprios demônios e descobrir institivamente a diferença entre fazer sexo e fazer amor, eles terão duas semanas exatas e intensas para assumirem seus sentimentos, recusarem viver – mesmo que por pouco tempo- um grande amor, rejeitarem suas necessidades, despertar os desejos mais profundos, reivindicar a posse e aceitar que perder uma aposta nem sempre é tão ruim como parece.

O clã Sullivan tem o quinto filho sendo sugado para as ondas refrescantes do amor que desejamos viver um dia, mesmo que de forma platônica.

Quem será o próximo irmão a assumir estar apaixonado?



Encontre-me

Posts relacionados

0 comentários