Resenha: Perdendo-me



“O teatro é uma vez na vida... O tempo todo. (...) Como numa série de fogos de artifício, meu mundo foi detonado em explosões de luz e cor.”




Olá, leitores!!!!!!!

Se você está lendo este blog pela primeira vez ou já é um leitor rotineiro das nossas empreitadas literárias, muito provavelmente já deve ter se dado conta das preferências literárias de cada uma das leitoras que vos escreve.

Não? Tudo bem, posso lhe perdoar por isso!

Mas, não se iluda. Apesar de não ser muito seletiva adoro romances. Romances de todos os tipos: aqueles que me fazem rir e chorar, os que sei serem impossíveis na vida real, os que invejo, os que me fazem apaixonar-me, os fofos, os quentes e eróticos, e ainda aqueles que guardo para mim e acabo não resenhando.

Pois bem! Numa crise de “piriguetagem literária” insisti que precisava ler um romance que não fosse lançamento e que não havia me seduzido numa das minhas viagens diárias à livraria. E mais, um que não me fosse indicado ou desejado por nenhuma criatura humana que eu conheço, mas que sempre estivesse ali nas prateleiras para marcar sua existência!

Então me encontrei em ‘Perdendo-me’! Apesar do trocadilho, descobri um romance tratado como impossível nas páginas de outros autores: aluna e professor! (Ver resenha aqui no blog sobre o livro “O inferno de Gabriel”.)


Em ‘Perdendo-me’, professor e aluna têm uma natureza para o disfarce e pouco tato para suportar esconder o desejo que os atingiu desde o primeiro e casual encontro. Qual o problema, então? Bliss é virgem e tudo dá errado para esta jovem de 22 anos.
Sexo casual nunca foi tão complicado (se é que é assim tão fácil). Mas quando sua melhor amiga está mais determinada que você e seu melhor amigo resolve que deve lhe declamar uma paixão há tempos abafada e seu professor (além de lindo) parece estar sempre pronto para ajudá-la e beijá-la... Bem, tudo fica complicado!!!

Junte a essa mistura um pouco de segredo, trabalho coletivo, o último semestre da faculdade, a fofoca dos bastidores, uma gata que detesta a dona, beijos de tirar o fôlego, alguns maus entendidos e uma contaminação quase coletiva de mononucleose.

Já está perdida (o) com tantas informações? Calma! Encontre-se lendo Perdendo-me e deixe aqui seu comentário, sem fingimentos, rsrsrsrs...

Lido em: Setembro de 2015
Título: Perdendo-me - Você nunca vai esquecer sua primeira vez
Autora: Cora Carmack
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance
Ano: 2014
Páginas: 286
Leia também: Fingindo; Encontrando-me




0 comentários :

Postar um comentário