Resenha: Azar o seu #OutubroRosa #LivroRosa


OUTUBRO ROSA, e nada melhor que uma meta de leitura, não é mesmo. Portanto estou cumprindo com a minha parte. Minha escolha foi o livro Azar o seu! da Carol Sabar
Vamos conferir essa resenha?


Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido... E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo...

O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor!


Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia... Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga...


Lido em: Outubro (rosa) de 2015
Título: Azar o seu!
Autora: Carol Sabar
Editora: Jangada
Gênero: Chick ist
Ano: 2013
Páginas: 368






Bia é uma jovem de 25 anos, injustamente acusada de assédio no trabalho. Ela foi demitida, e agora está completamente sem nenhum tostão no bolso.

Em um dia como outro qualquer, estava dirigindo a kombi da floricultura de seu pai, e acaba ficando presa em um engarramento. Sem nada pra fazer ali parada na estrada, começa a observar um gatinho no carro ao lado. Um tiroteio se inicia, no meio da avenida Brasil e nada mais nada menos que o gatinha que estava sendo admirado ajuda ela a se esconder e a se proteger de balas perdidas.

A louca (sim, uma completa maluquinha) acha que sua morte ali no meio do fogo cruzado é certa, e começa a desabafar confidencias amorosas para o gatinho desconhecido... Ela diz que ele deve entregar um recado a Gustavo Vitorazzi, de que ela o ama desde a adolescência.

Quando eu digo que ela é uma maluquinha, acredite em mim, pois mal sabe ela pra quem está falando essas "abrobrinhas".

Gustavo Vitorazzi, mais conhecido como Guga, é a primeira paixão de Bia, desde a sua infância e foi o "carinha" quem ela beijou a primeira vez. Onwt que romântico!

Raíssa Vitorazzi era a melhor amiga de Bia desde que eram muito pequenas. Guga era o irmão mais velho de Raíssa, junto com as garotas, completava o trio inseparável. Era uma amizade forte e muito bonita. Até que Guga foi para Londres e nunca mais mandou notícias para Bia. Com esse inesperado reencontro, sim gente, o gatinho do engarrafamento é o Guga...

Não é um spoiler, está na sinopse e na orelha do livro.

Mas como é que a Bia não o reconheceu. Inclusive Guga fica feliz e ao mesmo tempo chateadíssimo que Bia não o reconheceu, mas resolve sair com ela mesmo assim e fica cada vez mais difícil de confessar quem ele realmente é.

- Atitudes irresponsáveis também dependem de decisões corajosas - disse ele. - É preciso muita coragem para fazer valer a crença de que a busca pela felicidade justifica qualquer erro. Eu, por exemplo, nunca concordei com isso. (página 304)

"Azar o Seu!" é um chick lit bem escrito. A narrativa é sem simples, porém porém diversas vezes a personagem esta contando algo e no meio do conta ela faz uma pausa e conta outra coisa, voltando depois para o assunto principal. Ficou evidente na leitura que é um estilo da escrita da autora. Por favor não entendam que estou falando que é ruim, eu apenas acho que usado de forma exagerada, eu não gosto muito. Sobre o humor que o livro trás é bem diferente para um livro, na verdade bem realista. A personagem cria bordões, e faz piada com comparações, como com a Xuxu, carnê do baú. Tudo bem original.

Gostei da capa, que é rosa rs super bonita e chamativa, retrata com certa fidelidade os personagens principais.

Conheci a Carol Saber na Bienal do Rio em 2013 e só agora eu li o livro rs #Vergonha rs









Categoria: Livro que ta na minha estante tem tempo










Encontre-me

Posts relacionados

2 comentários

  1. linda resenha. Livros de comedia são muito bons

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Menelle!!! Que bom que gostou!

      Obrigada pela sua visita!

      Excluir