Resenha: Perdendo o Controle - Livro #1



Oi gente... 

Hoje venho trazer uma resenha de um livro digamos, um pouco antigo.

No mês de maio, ele foi lançado de forma independente pela autora aqui no Brasil e já está à venda na Amazon.

Já havia lido sobre essa trilogia da R.K. Lilley e por um longo tempo algumas amigas me falaram muito bem do Sr. Lindo (tradução original). Infelizmente nenhum editora comprou os direitos de publicação. Confesso que esse era um que eu queria lindo e impresso na minha estante.


Vamos então conhecer esse homem e 
descobrir se ele é isso tudo mesmo?



Quando a discreta aeromoça Bianca conhece o bilionário James Cavendish, proprietário de uma rede de hotéis, ela perde toda a compostura arduamente conquistada. Para uma garota que podia facilmente equilibrar uma bandeja repleta de taças de champanhe a 35 mil pés de altura sobre saltos altíssimos, ela ficou com as pernas bambas à primeira vista. A imperturbável Bianca não conseguiu evitar aqueles olhos azul-turquesa penetrantes. Eles guardam um desafio, e uma promessa, a que Bianca acha impossível resistir, ela que é uma moça que está acostumada a dizer não e a manter sua palavra.




Bianca lida, constantemente, com supermodelos e estrelas de cinema enquanto comissária de bordo de primeira classe, mas James Cavendish é superior a todos no quesito beleza. Se fosse apenas pela aparência tão irresistível daquele homem intimidador, Bianca até que poderia ter ignorado os seus galanteios. Mas o que a tocou como nunca foi o poder de atração que James parecia exercer sobre ela desde o momento em que se encontraram, bem como a promessa subentendida de prazer e dor que ela leu nos seus lindos olhos.


Este livro é indicado para maiores de 18 anos. Tem como abordagem o tema polêmico de BDMS







Bianca é linda, jovem e comissária de bordo dona de um poderoso olhar de um azul turquesa. É encantadora a sua responsabilidade com seu trabalho, até que lhe é dado o cargo de atendente na primeira classe, junto com Stephan, seu melhor amigo. Os dois são muito unidos, confidentes e tem uma das amizades mais lindas, e sempre se divertem em suas viagens.






Em um dos voos noturnos, Bianca conhece o lindo e magnífico (melhor usar os dois termos) James Cavendish, um dos passageiros da primeira classe que encontra-se em seu voo.

Ele é um milionário poderoso e renomado, e assim que coloca seus olhos em Bianca fica fascinado com sua beleza dando a entender seu interesse descaradamente.

Na leitura me pergunto como ela conseguiu resistir ao seus encantos visto que James é um sonho de consumo a quem o olha. Mas a jovem não tem interesse algum em relacionamentos, porém, por fim ela acaba se entregando ao bonitão.




"A vida machuca. Contanto que não nos mate, nós resistimos a ela."

Um homem que gosta de estar no controle (sempre) e que não vai medir esforços (nenhum), nem dinheiro (isso não mesmo), para conquistar e mostrar o quanto uma mulher é especial e única.

Alguma vezes até cheguei a pensar que o Lindão ai queria comprar a Bianca com tantas coisas, mas por incrível que pareça, tudo acontece na mais pura naturalidade possível. 

Bianca é uma submissa de carteirinha, isso não posso negar nem omitir.  Nasceu pra isso.

Não achei ela das mais chatas, mais ela tem sim seus momentos "Ahhh Cresce Garota" 

E o troféu melhores amigos vai para - Bia e Stephan. A amizade  é linda. Os dois são muito unidos, e confiam um no outro ao ponto de não contestar as atitudes e escolhas um do outro, se apoiando sempre. 

Ambos carregam um passado de dor, que preferiam esquecer, e que os persegue em pesadelos sombrios e aterrorizantes. São traumas diferentes, porém a dor e o medo sempre foram os mesmos.
Queria colocar algo legal nessa legenda, mas... oi?

Em conversa com algumas amigas, há quem odiou o livro e quem amou. Ouso dizer que teve gente que achou melhor que 50 tons.

Eu sou suspeita pra falar, mas o fato é que gostei tão quanto de 50 tons, como da serie Crossfire da Silvia Day.

Há semelhanças, é inevitável, afinal o tema abordado, a protagonista, o supercontrolador, e alguns outras coisas que são parecidas. A narrativa da historia é envolvente.

Up in the air, no seu nome original ganhou um lugar na minha estante, mesmo sendo a estante digital.

Ahhhhh eu vi um texto no face que achei engraçado e adaptei!






Livro APENAS digital - AQUI 



Espero que tenham gostado da resenha, 
no final não deixe de deixar seu comentário.
grande beijo e até a próxima!



Encontre-me

Posts relacionados

0 comentários