Resenha: Em busca de Cinderela




Oi Leitores, "cês vão" bem?


Algumas pessoas sabem que "conheci" Collen por insistência de uma amiga do blog 5GR(sou grata até hoje). 

A Fer me falava tanto dos livros dela, que depois que li Um caso perdido apaixonei.

O próximo livro a ser resenhado é um conto, escrito por clemência da autora aos pedidos dos fãs.



Neste conto da bem-sucedida e adorada série Hopeless, o leitor conhecerá melhor dois personagens secundários de "Um caso perdido". Daniel está no breu do armário de vassouras da escola – o perfeito esconderijo para quem quer fugir do mundo real –, quando uma garota literalmente cai em cima dele. Às cegas, os dois vivem um curto romance, mesmo sem acreditar muito no amor. No fim a garota foge, como se realmente fosse a Cinderela e tivesse uma carruagem prestes a virar abóbora. Um ano depois, Daniel e sua princesa se reencontram, e percebem que é possível nutrir um amor de conto de fadas por alguém completamente real. Juntos, os dois irão perceber que fora do faz de conta, ficar juntos é bem mais difícil e os problemas de um casal são muito reais. Recomendação: Leia os livros "Um Caso Perdido" e "Sem esperança" antes desse



Daniel passou a odiar ir a escola logo depois de fofocas que passaram a rolar lá depois da morte de Less, irmã de Holder. Para unir o útil ao agradável, e para Daniel o fato mais sensacional de todos: a escola deixou um espaço vago em sua grade de horários (sem querer),  com isso ele aproveita esse tempo escondido trancado em um armário dos zeladores, dormindo ou matando o tempo.

Mas o que ele jamais iria esperar era encontrar uma garota, nesse mesmo armário.
Eu costumava odiar todo mundo ... Até que eu conheci você.


A química entre os dois é muito forte e tudo acontece muito rápido. Bastaram dois encontros pra tudo acontecer ali mesmo... No armário. Sim minha gente, T-U-D-O... Além de ser tudo no escuro... Ninguém viu o rosto de ninguém. Seria melhor assim... Pra que estragar todo aquele momento, não é mesmo? (aff ... não sei pra que) .


Daniel é um rapaz muito engraçado... divertido.. louco ... e uma característica mega marcante dele, é a mania de dar os apelidos mais esquisitos para as pessoas, e ao lado da misteriosa garota que conheceu em um armário escuro, cheio de vassouras, o único apelido que conseguiu pensar em defini-la foi Cinderela.

Talvez ela possa ser como a Cinderela e eu vou ser seu príncipe encantado.
Ambos não sabem a aparência e nem o nome do outro, mas tiveram tempo para conversar e descobrir que ambos tinham alguma coisa em comum: nunca tiveram um relacionamento amoroso... Então já que estavam ali nos próximos 45 minutos, porque não fingir um relacionamento perfeito. E com a mesma rapidez que tudo acontece, a garota vai embora deixando marcas em Daniel.
Fico surpreso com o quanto não quero que ela vá, porque sei que nunca mais vou vê-la de novo. Quase imploro para ela ficar, mas também sei que ela tem razão. Tudo só parece perfeito porque estamos fingindo que é perfeito.



Um ano se passou Daniel e Cinderela nunca mais se encontraram. Não pense que Daniel não tentou encontrar Cinderela, pois isso não é verdade. Tentava associar a vaga lembrança que tinha de sua voz, seu cheiro e o seu jeito de ser, com as garotas do colégio.


Assim que ele passou a se envolver com Val (a insuportável )... O maluco simplesmente a beijou achando que era a Cinderela. Mas como ela era gostosinha ele aproveitou (safado ou esperto?)

O tempo se passou e o relacionamento de ambos estava terminando, e assim que entrou no quarto de Sky para contar a Holder pela milésima vez sobre o término de seu namoro, ele conhece Six.


Six é uma garota linda, misteriosa, melhor amiga da Sky e acaba de voltar de uma viagem longa da Itália.... Lembram dela, né!?

Daniel se encantou no mesmo instante, e após trocarem algumas palavras, ele já estava completamente apaixonado. O sentimento foi tão intenso que ele estava assustado, mas não conseguia ficar longe, mesmo Holder ordenando para que Daniel jamais se aproximasse da amiga de Sky.

Ahhhhhh Holder não deveria ter falado isso... Foi o mesmo que falar "Vai lá, estou te desafiando"

Ela odeia bolsas. O que significa que não trouxe maquiagem. o que quer dizer que não vai ficar retocando essas merdas como Val fazia. Também significa que não está escondendo um litro de perfume em algum lugar do corpo. Mas também significa que ela não está planejando se oferecer para pagar sua parte do jantar, o que me parece um pouco antiquado, mas por alguma razão eu gosto disso.


Lido em: Novembro de 2015
Título: Em busca de Cinderela - Hopeless 2.5
Autor: Collen Hoover
Editora: Galera Record
Gênero:  Romance 
Ano: 2015
Páginas: 160

Um conto... Penso nisso todas as vezes que adoraria que a história fosse maior... Que tivesse mais 150 páginas... Que me mostrasse mais do que três meses de história.

Sim, o livro tem revelações de Six na Itália... E que juro que entraria em qualquer campanha pra ela fazer o conto 2.45

A narrativa é rápida, e eu achei mais simples que os livros de Holder e Sky (não que seja difícil)...  São poucas páginas de uma intensidade avassaladora.

Colleen Hoover no momento é, de longe, minha autora preferida! #ObrigadaFernanda







0 comentários :

Postar um comentário