Resenha: Um beijo Inesquecível Os Bridgerton #7



Lançamento tem prioridade na fila!

Quando 2016 chega chegando, a gente tem que seguir junto com o fluxo, não é mesmo??

Lançou, comprei e baixei o Kindle no celular e partir pro abraço! Ahhhhh não foram meses de ansiedade e esperar pra ficar enrolando na leitura. Então vamos lá?



Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente.

Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.
Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.
Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.


Vamos conhecer Gareth, meu leãozinho (tirem os olhos, pois é meu crush).

Gareth tem um passado turbulento, uma vez que seu pai sempre o tratou como a escória da família. E um dia, o barão joga na cara dele, que ele não é legitimo.

Gareth é um bastardo!


Mas com a morte de seu irmão mais velho, sua história tem uma reviravolta, afinal lhe foi entregue o diário de sua avó paterna, Isabella . Mas como está escrito em italiano ele precisa de ajuda.

Lady Danburry, sua avó (materna) é o seu refúgio, e é a ela que ele pede ajuda nesse momento. Mais ninguém sabe que ele não é filho legítimo do barão.


– Quando eu morrer, – ele disse – certamente estará escrito em minha lápide: 'Ele amava a avó quando ninguém mais o fazia.'





Hyacinth não é mais a menina que conhecemos lá em "Duque e eu"

Cronologicamente a história está se passando perto do casamento do Colin. Hyacinth está com 22 anos. Idade suficiente para estar pronta para receber propostas de casamento. na verdade isso já ocorreu nos últimos 4 anos, mas para nossa nada surpresa, todos os pedidos foram recusados. 

Achei Hyacinth muito parecida com Eloise, porém muito mais esperta, afinal Hyacinth sempre está na presença de nada mais nada menos que Lady Danbury.

Quem não se lembra dessa senhora dos outros livros, não é?! Ela não tem papas na língua e fala o que lhe vem a cabeça sempre. Eis que nasce sua cópia: Hyacinth  Considerada por muitos uma pessoa desagradável, mas assim como eu, Hyacinth adora  passar as tarde com ela. 




Havia algo de muito contagioso no sorriso de Hyacinth Bridgerton, ele decidiu. Ela era esperta – muito esperta – mas havia um certo ar em volta dela, como se ela estivesse acostumada a ser sempre a pessoa mais inteligente da sala.

A ajuda virá de Hyacinth que sabe um pouco de italiano e ajudará na tradução. E assim os dois acabam passando tempos juntos desvendando um segredo e um tesouro.


O que começa a aproximar de verdade os dois é o fato de Lady Danbury exigir a presença do neto em mais um recital proporcionado pelos Smithe-Smiths…. Oh céus, tampem os ouvidos!

Pausa para parabenizar a autora por escrever um personagem masculino tão bem humorado. sempre ri em vários diálogos de Gareth. Um personagem amável.



- Você é um chato... - murmurou ela.
- Não estou acostumado a ser acusado disso - comentou ele com um sorriso de divertimento -, mas você faz aflorar o que há de melhor em mim.

Leitura adorável como todas da série.

E claro ainda podemos relembrar "dessa família muito unida", da arma, ops da bengala perigosa da Lady Danbury, rir com Anthony, matar saudade de Daphne, Penélope e conhecemos mais de George.
 Mas de todos os personagens, tenho que dizer que nesse a matriarca da família se mostra uma mulher IMPECÁVEL. Que mulher, que mãe, que tudo!



Infelizmente a capa do livro não é do meu agrade. A arte é linda e segue o padrão da série, mas o que tem a ver essa mulher RUIVA? Seria aceitável se fosse no livro do Colin, uma vez que Penélope é ruiva, mas o livro da Hyacinth, uma legitima Bridgertons, que todos nós sabemos que tem cabelos escuros... TODOS... ficou sem lógica nenhuma. Mas, sem mais!



Espero que tenham gostado da resenha. 

Grande beijo e até o próximo livro de Gregory!


* Livro 1 - O Duque e Eu (Daphne Bridgerton & Simon Basset)
        * Livro 2 - O Visconde Que Me Amava (Anthony Bridgerton & Kate)
        * Livro 3 - Um Perfeito Cavalheiro (Benedict Bridgerton )
        * Livro 4 - Os Segredos de Colin Bridgerton (Colin Bridgerton )
        * Livro 5 - Para Sir Phillip Com Amor (Eloise Bridgerton )
        * Livro 6 - O Conde Enfeitiçado (Francesca Bridgerton )
        * Livro 7 - Um Beijo Inesquecível (Hyacinth Bridgerton)
        * Livro 8 -  A Caminho do Altar (Gregory Bridgerton)


Não esqueçam de deixar um comentário.



Encontre-me

Posts relacionados

0 comentários