Resenha: Amor fora do ar #1


Oi, Leitores!!!

Você pode olhar para trás agora e ver como você poderia ter visto, mas você estava focada nos fatos ao invés dos sentimentos.

"Chego chegando" e já iniciamos essa resenha com essa frase impactante... Ainda escrevo para vocês com uma ressaca monstruosa desse livro. Olha, preciso dele na minha estante pra chamar de queridinho. Continue lendo para entender o motivo...



SINOPSE: Ele era alto, pelo menos 1,80, com cabelos loiros sujos que pendiam sobre os olhos. Sua camiseta dizia “Nietzsche é o meu garoto”.
Então, esse era Matt. De quem Julie Seagle gosta. Muito. Mas há também Finn. Que ela ama. Complicado? Estranho? Completamente.
Mas, realmente, como esta recém-transferida estudante de Boston e caloura da faculdade deveria saber que ela acabaria vivendo com a família de uma velha amiga de sua mãe? Isso tudo deveria ser temporário. Não estava previsto Julie ser tão importante para os Watkins, nem se apaixonar pelos irmãos Matt e Finn. Especialmente Finn, que ela nunca viu pessoalmente. Mas isso realmente importa? Finn a entende como ninguém nunca o fez antes. Eles têm uma conexão.
Mas esse é o caminho do amor, em todas as suas estranhas mudanças, ele sempre coloca algumas curvas. E ninguém escapa ileso.


Julie Seagle acaba de concluir o ensino médio e já esta toda animada para começar a faculdade. Com todos os planos supostamente prontos, ela viaja para outra cidade, mas ao chegar a sua nova cidade descobre que o lugar onde ela iria morar na verdade nada mais é do que um restaurante e descobre que caiu em um golpe.

Desesperada e no meio da rua com suas malas, ela liga para a mãe em busca de ajuda. Por sorte, sua mãe tem uma conhecida, que por acaso também conheceu na faculdade, chamada Erin Watkins, que ofereceu sua casa enquanto ela não encontra outro lugar.

Todas as vagas pela cidade estão preenchidas para estudantes. Julie não para de pensar como vai iniciar a faculdade morando na casa de uma desconhecida... Mas é o que temos pra hoje!

O Filho de  Erin Watkins, chamado Matt, buscou a pobre jovem e a levou a residência, mas não demorou muito para ela perceber que aquela família era (a primeira vista) perturbada.


Moram na casa: Erin e o seu marido Roger... Que nunca estão na casa. Matt, o filho do meio, um nerd, e como todo nerd são estranhos (deixo bem claro que eu sou apaixonada por nerd's) ,principalmente quando eles explicam coisas mega complicadas e eu não entendo nada!
Ps: Já posso dizer que amo o Matt?

Voltando... Matt é também pouco sociável, mas completamente fofo e educado ajudando Julie em tudo, desde encontrar apartamento até em seus estudos.

E por último e JAMAIS a menos importante, Celeste, a filha caçula, que tem apenas treze anos e que anda pra cima e pra baixo com o display de papelão (sim, minha gente) do irmão mais velho, Finn.

Julie irá ficar no quarto de Finn, enquanto ele ainda está viajando.

Aquele cantinho cedido para ela, acaba se tornando um lugar agradável.. Como uma forma de agradecimento ela descobre a página de Finn no  Facebook e começa conversar com ele.

Não demorou muito para Julie estar completamente encantada por Finn... Afinal, ele manda fotos de suas viagem em lugares lindos... Mas o seu jeito fofo, alegre e brincalhão de ser ajuda bastante... Assim como a sua beleza, não posso negar!

Julie não vê o dia do seu retorno. Sim, ela já esta apaixonada por Finn.


Mas é isso que o amor faz com você. Angustiante, avassalador, esmagador, completo, complexo, o amor te faz cair de joelhos.
Nesse meio tempo... lembram que eu falei que a família era meio perturbada né?!

Pois bem.. A filha caçula, Celeste, tem alguns problemas enigmáticos para Julie entender... Primeiro, por que cargas d'água ela carrega pra cima e para baixo um poster de papelão do irmão Finn? Por que não tem amigos?

Então Julie acaba ajudando a menina a ser mais sociável... E não como o irmão que é todo fechado.
E ela acaba conseguindo. Mas ainda há o mistério do Flat Finn (Finn achatado).



E o romance entre Julie e Finn... bem... como vou dizer isso pra vocês.

Eu sou uma pessoa que lê um livro já tentando adivinhar as coisas (você também?) ... Até um determinado ponto eu estava preocupada com isso, mas chegou um ponto que a personagem coadjuvantemente cativou mais. Eu nunca entendia o Oscar entregue a esse personagem em filme, pois geralmente eles são tem sem graças, mas Celeste... Ahhh , essa merecia esse prêmio, até o de principal sem ser...

Voltando novamente...

Esse livro abalou as estruturas do meu pobre coração.

Amor Fora do Ar faz parte de uma série e já possui mais dois livros publicados fora, mas sem previsão de serem lançados no Brasil.

A autora tem uma escrita maravilhosa e uma história melhor ainda... Misteriosa, envolvente.. Fantástica! Gosto de ler livros que vão além de uma simples historia, ou além do simples que envolva ensinamento, e nesse vemos o real valor do amor pela família, amigos e sua alma gêmea.



Sempre foi você. Eu pensei que era outro alguém, mas era você. Você é a pessoa pela qual eu me apaixonei.

Lido em: Março de 2016
Título: Amor fora do ar
Autora: Jessica Park
Editora: Pandorga
Gênero: Romance
Ano: 2015
Páginas: 368



0 comentários :

Postar um comentário