Resenha: As Violetas de Março



Olá leitores!



Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar. Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta. Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história.Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades. As Violetas de Março é um romance sobre a força do amor, sobre as peças que o destino prega e sobre como podemos ser felizes mesmo quando tudo parece conspirar contra a felicidade.

A diagramação ficou esplêndida, a capa é linda e totalmente relacionada com a história, as páginas são amareladas e tem flores nas bordas, um amor!



Emily Wilson a personagem principal é uma escritora que fez muito sucesso, mas que atualmente está com um bloqueio mental e seu marido acaba de pedir o divórcio, diante disso ela decide aceitar um convite de sua Tia Bee para passar um mês em Bainbridge Island, uma ilha onde ela passou sua infância e a partir daí tudo começa a acontecer, mistérios e reencontros marcam essa passagem de Emily pela ilha, você vai se deliciar com esta história envolvente, leve, cativante, cheia de mistérios e romance!

Eu estava começando a ter a sensação de que as pessoas na ilha estavam todas envolvidas em um grande segredo - o qual ninguém tinha qualquer intenção de compartilhar comigo.





Sabe aquela expressão: “Às vezes você pega o livro, mas outras vezes ele pega você?!” pois é foi exatamente o que aconteceu, comecei a ler e só consegui parar quando cheguei no final! A autora soube amarrar os fios e desenvolveu a trama de forma admirável! Adorei conhecer a escrita da Sarah Jio e já pretendo ler suas outras obras: Neve na Primavera e o Bangalô!










Qualquer pessoa que já tenha perdido um amor vai se encantar com este livro.
Lido em: Fevereiro de 2016
Título: As Violetas de Março
Autor: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance
Ano: 2013
Páginas: 304


0 comentários :

Postar um comentário