Resenha: Inseparáveis



Olá, leitoras.

Atenção! Se você está lendo as partes 1 ou 2 da série Apenas uma noite, esta resenha pode conter spoiller.

                  


Todo romance parece acontecer da mesma forma: ora despretensiosos, ora inesperados, ora sensuais ou apenas como uma noite de sexo.

Para Kasie não foi diferente, mas uma noite com Robert Dade jamais seria apenas uma noite. E a vida de Kasie que antes parecia organizada entre o antes das questões da irmã e o depois, agora tenta se organizar entre as consequências da sua relação com Dade e as decisões dela para assumir finalmente o poder na sua vida.

Mas será que ela consegue estabelecer um equilíbrio entre demonstrar competência para aqueles que a julgam uma oportunista, manter a essência da pessoa que ela deseja ser e amor sem limites de Robert?

A carreira sempre foi muito importante para Kasie, entretanto o instinto controlador de Robert vem mostrando para ela que ele ainda pode ser um estranho. Afinal, Robert usa o poder para tudo: sedução, contratos, demissões, respeito e até o amor.

Poderá Kasie aceitar que eles são muito parecidos? Que ela também sabe usar o poder quando lhe é conveniente? Onde ficará a fé de que amor e poder são ingredientes que aparentemente não combinam, mas que podem ser uma excelente combinação de erotismo e conquista?

Um verdadeiro caos se instala na vida de Kasie quando a gravidade para a influenciar suas escolhas.

Inseparáveis é o desfecho de uma trilogia que parece não ter fim...

E como em todo romance, em algum momento se escutará aquilo que se precisa ouvir!

Lido em: Maio de 2016
Título: Inseparáveis, série Apenas uma noite, Parte III
Autora: Kyra Davis
Editora: Suma de Letras
Gênero: Ficção americana
Ano: 2015
Páginas: 180



Confira os outros livros da Trilogia.
O Estranho
Exposta
                

Encontre-me

Posts relacionados

0 comentários