Resenha: Tá Todo Mundo Mal




Oi, Leitores!!!

Lido em: Julho de 2016
Título: Tá Todo Mundo Mal - O livro das crises
Autor: Jout Jout
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Nacional/Jovem Adulto
Ano: 2016
Páginas: 200

Bom, eu não sou uma pessoa muito ligada em Youtubers, viajo total na existência deles, não que ache ruim, é um hábito que eu não tinha e que agora por algumas razões eu tenho começado a criá-lo...

Os únicos videos que eu assistia e era uma vez ou outra, eram os do Fred do Entenda os Homens, eu acabo acompanhando o trabalho dele muito mais pelo blog e livros do que pelo canal...

Lembro como hoje, era meu aniversário e eu sou daquelas que não deixo ninguém esquecer e meio que peço um feliz aniversário decente... E foi assim que eu conheci a Jout Jout pela primeira vez... Estava eu em um grupo de Whats e escrevo "Só observo essas pessoinhas que não me deram feliz aniversário direito" e começou um papo sobre esse lance de ter que dar os parabéns e etc e uma amiga (a Talita) diz "você deveria assistir esse vídeo, ela é muito parecida com você". E eu fiquei feliz por saber que no mundo existe ao menos UMA pessoa que pensa como eu.




Vi o vídeo e esqueci da existência da Jout Jout... Até que um dia, conheci ela pela segunda vez comentaram comigo sobre o livro dela, a Eliza do Aquela Epifania e ela me disse que acreditava que eu ia curtir o livro, fui e coloquei ele na minha lista de desejos... Até que um outro dia, ela me apresentou a Jout Jout de novo, pois me mandou um vídeo pelo Facebook com o seguinte texto:
Você já tá dormindo há milênios pq é trabalhadeira e precisa dormir cedo. Mas, quando acordar, veja esse vídeo! <3
E quando eu terminei de ver, só pensei "Puta que pariu, essa mulher é minha cópia... Pisciana, como eu... Ela me entende!"... E desde então comecei a acompanhar tudo que ela faz e no mesmo dia comprei seu livro... Pois bem, isso tudo é só para você entender como eu li um livro de uma Youtuber.

E o livro dela, não é mais um daqueles que vai contar a sua vida, ela é consciente de que ainda não fez nada de extraordinário o suficiente para escrever sobre sua história (te entendo, colega!)... A Jout Jout simplesmente fala sobre crises, um tema do qual tantas pessoas fogem, mas ela, como eu (sim, mais uma coisa em comum entre nós), mesmo achando uma merda ter crises, sabe e entende que elas são necessárias...

Durante a leitura me identifiquei com algumas delas e com certeza você também passará por isso... E o mais gostoso de tudo isso nem é encontrar coisas em comum, mas sentir como se ela estivesse sentada aqui no meu sofá, ou do meu lado no buzão, falando sobre esses assuntos... A linguagem do livro é super informal e isso faz com que a gente se sinta próximo e intima da pessoa, sabe?

E nessa temática de crises, ela aborda temas super presentes em diversas fases da nossa vida: aceitação, dúvidas sobre "o que vou ser quando crescer?", complexos com o corpo, relacionamentos amorosos ou não e até sobre a responsabilidade de criar um Tamagotchi... As crônicas são curtas e você pode ler o livro super rápido (tipo em 24 horas) ou simplesmente alongar essa leitura, analisando cada história e pensando sobre a sua própria vida... E claro, eu escolhi a segunda opção rsrsrs, Mas nem só de análise você viverá durante a leitura, pode ter certeza de que você irá rir e muito, teve uma que eu até engasguei de tanto que ri...


Eu mais do que recomendo a leitura do livro e mais do que recomendo você acompanhar o trabalho dela no canal... Eu já tive dias de certa forma salvos por ela, porque tava mega mal humorada e ela conseguiu me fazer rir,., Se tivéssemos nos conhecido na escola, com certeza seríamos amigas.

20/25



Encontre-me

Posts relacionados

6 comentários

  1. Olha gostei muito da sua resenha e do vídeo.
    Vou procurar esse livro para ler.
    Adorei o blog tamb´me, já seguindo.
    Beijos,
    Juliana.
    http://www.fabulonica.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Juliana! Que bom que gostou da resenha e do blog...

      Beijos!!!

      Excluir
  2. Que bom que você leu e gostou! Que bom que fiz uma indicação feliz =D
    Ótima resenha!!! Adorei!
    Beijooos

    http://www.aquelaepifania.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma indicação muitoooo feliz, eu que agradeço demais! :)

      Excluir
  3. Oi, Mara! tudo bem? Eu so super fã do trabalho da Jout Jout. Quando ela anunciou o lançamento do livro, fiquei super ansiosa, porém não o li ainda.
    Continuo envolvida com os vídeos que ela faz e fico super feliz por você encontrar uma amiga nela. Afinal, acredito que seja esse todo o propósito do trabalho que ela faz.
    Lerei o livro como você indicou na segunda opção. E, caso aceite, sugiro que leia O Ano em que disse sim, da Shonda Rhimes. A caracterização da linguagem parece bastante com o que você descreveu a respeito do Tá todo mundo mal; é como se a autora estivesse no seu sofá conversando! É muito bacana.

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Izabela... É uma sensação muito gostosa mesmo, quando nos sentimos próximas assim do autor... Com certeza anotei aqui sua dica de leitura e quem sabe em breve não falo sobre ele aqui...

      Beijos e obrigada pela sua visita!!!

      Excluir