Resenha: O Que Há de Estranho em Mim



Oi, Leitores!!!

Mais um livro da Maratona de Férias... Esse era um livro que eu tinha bastante expectativa e posso dizer que foi uma leitura bem interessante.


Brit é uma adolescente de 16 anos e vive com seu pai, madrasta e irmão, toca guitarra em uma banda de punk rock e vive como qualquer menina da sua idade. 

Porém, seu pai acredita que ela precisa de ajuda e assim decide interná-la em uma clínica que promete colocar os adolescentes... Porém, o que ele menos está fazendo é ajudar a sua filha, essa clínica utiliza de métodos bem bizarros de "terapia".

Fui jogada numa saleta abafada e a porta foi trancada. Soluçando, esperei que papai caísse na real, visse a grande besteira que estava fazendo e viesse me buscar. Mas não foi isso que aconteceu. Ouvi-o conversando com uma mulher  e depois o barulho do nosso carro indo embora.

Brit encontra apenas uma solução naquele lugar, não colaborar com eles em nada e se manter o mais isolada possível.

Mas como todo humano é um ser social, ela fica por pouco tempo sozinha. A primeira aproximação que existe é com V., uma garota que já está ali há algum tempo... E depois dela surge Martha, Bebe e Cassie.

Essas cinco garotas se unem e se sustentam em meio a todos os dilemas que elas irão viver na Red Rock. Mas elas serão mais do que um grupo de amigas que se apoiam, elas decidem desafiar o sistema e provar ao mundo que elas não são desequilibradas e que apenas vivem a fase normal da adolescência.

A leitura do livro flui de uma forma surpreendente para mim e pode ser lido em um dia facilmente, mesmo com a tensão e dramas vividos por Brit e as suas amigas, perceber o quanto essas meninas foram condicionadas a sentir medo foi o que mais me revoltou na leitura, mas perceber a força com que elas enfrentam cada situação me emocionava. Elas foram inteligentes ao perceber qual era o jogo dos "conselheiros" e perceberam que todo sistema tem suas fragilidades.

O aprendizado de vida que elas tiveram ali foi incrível, a união e companheirismo existente entre elas as marcou de forma profunda e o mais importante é que elas perceberam que elas podiam muito, bastava querer e lutar por isso. Além disto, ela aborda a visão de que os pais também tem suas inseguranças e medos e por muitas vezes cometem erros quando acreditam que estão fazendo o melhor para os filhos.

Lido em: Julho de 2016
Título: O Que Há de Estranho em Mim
Autora: Gayle Forman
Editora: Arqueiro
Gênero: Ficção/Romance
Ano: 2016
Páginas: 224


0 comentários :

Postar um comentário