Resenha: O Garoto do cachecol vermelho #NovembroAzul #LivroAzul




Oi, Leitores!!!


Hoje vim contar a vocês tudo sobre a minha escolha de livro em apoio a campanha do #NovembroAzul que por ironia tem o titulo com característica de cor vermelha rs 

vamos conhecer essa história?!


Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho... Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.
Depois que eu me tornei blogueira, eu tive que aprender a opinar sobre um livro.

É preciso saber distinguir entre uma boa autora e um bom personagem. Ok! Quando o livro é bem escrito e o autor cria um personagem muito bem, a gente até ama/odeia com o autor. 

Enfim, quando terminei de ler esse livro pensei: A autora é boa na sua escrita, MAS QUE PERSONAGEM NOJENTA... E o pior é que a personagem é de um carácter RIDÍCULO... Do começo até o penúltimo* capitulo (*salve engano).

Patricinha, chata, metida, esnobe... Cara!

Melissa é uma universitária rica e mimada que só se importa com o balé, balada, dinheiro e com o fato de se achar melhor do que os outros. Acha não, ela tem certeza. Do tipo que não gosta nem sequer de se misturar com pobre, não se vê em um relacionamento com alguém que tenha menos dinheiro que ela. #NOJOdeGENTEassim!

MASSSSSSSSSSSSSSSS a vida sempre coloca no caminhos dessas pessoas insuportáveis, outra pessoas extremamente opostas. Parece até mesmo que é pra ir lá e aprender. Para Melissa não foi diferente.

Ela conhece a pessoa mais incrível e paciente do mundo: Daniel 

Daniel é um cara que se importa com as pessoas, é solidário, feliz, alto astral... E lindo por fora também, o que é um detalhe a parte. Nas qualidades pessoais ele é o OPOSTO de tudo que Melissa é! Ele estudava na mesma faculdade que Melissa e ele é mais bem sucedido que ela. (Acho que foi por isso que ela deu moral para ele)





“Daniel tinha esse poder sobre as pessoas. Ele era como um farol no meio da noite escura, um ponto de luz que você tem que seguir se quiser sobreviver.” Pág. 43

Daniel, e suas atitudes magníficas, está disposto a mostrar a rabugenta que tem um mundo dentro do umbigo dela, que a vida é muito mais que dinheiro, carro, status. Será que vale a pena descobrir se a vida realmente pode trazer a felicidade que Daniel promete?

Não adianta... a Melissa pode virar do avesso, não vou gostar dela, gente. Sim ela vai mudar e isso nem é um spoiler.

O livro traz uma linda mensagem de mudança, de olhar para o próximo, de amor e valorizar o que realmente importa na vida... Se olhar ao fundo é bem tocante. Eu peguei cisma, exatamente por eu ter vivido com uma pessoa especial na minha vida, e ver(ler) uma pessoa falar que não vai ficar no mesmo ambiente que uma pessoa doente com medo de ser contaminada (mesmo fictícia) isso me revolta tanto... Vocês não tem ideia.

No final eu gostei sim do livro. Uma leitura bem levinha.

As pessoas sabem que eu amo me debulhar em lágrimas com livros, e chegaram a me recomendar esse, mas esse eu não derramei uma lágrima, não que o livro não seja capaz de proporcionar isso.


Resultado de imagem para bailarina classica negra“[...] você é a pessoa mais estressada, preconceituosa, egoísta, materialista e antipática que eu já conheci... E mesmo assim eu gosto de você. Gosto do tipo: ei, ela merece uma chance de se redimir, não é? Posso tentar ajudar! ” – página 70


Eu vi um comentário no skoob da Carol Monteiro que diz em uma frase tudo sobre esse livro, e fecho essa resenha, fazendo das dela as minhas palavras

Um final lindo não salvou aquele começo...


Lido em: Novembro de 2016
Título: O Garoto do cachecol vermelho
Autora: Ana Beatriz Brandão
Editora: Verus
Gênero: Romance
Ano: 2016
Páginas: 294

14/25

Encontre-me

Posts relacionados

0 comentários