Resenha: A Garota do Calendário #4




Oi, Leitores!!!

Vamos dar continuidade a jornada da Mia Saunders e sua necessidade de pagar a dívida adquirida pelo pai?

Se você ainda não leu nenhum dos livros anteriores, provavelmente esta resenha terá spoilers para você, então se continuar lendo, estará colocando a sua conta em risco...

Se quiser conferir as resenhas anteriores, basta clicar no mês específico.


Em abril, Mia tem seu destino traçado na cidade de Boston e seu cliente é o astro do beisebol do Red Sox Mason Murphy.

O seu objetivo ao contratar Mia é o de melhorar a sua imagem diante dos patrocinadores, já que ele vive trocando de "namoradas" como troca de cueca, adora uma farra regada a bebida e volta e meia se mete em um confusão.




Mia adorou saber que seu novo cliente está envolvido no mundo do beisebol, principalmente por ele jogar no seu time do 💓, ela adora o esporte e ficou super empolgada por saber que irá conhecer este mundo de perto.

Mas o desânimo bate, assim que percebe que seu cliente é meio babaca e infantil. Mason não está acostumado a ouvir negativas de uma mulher, então de cara ele fica intrigado e já encara a linda Mia como um grande desafio e que ele tem a certeza de que irá conquistá-lo.

Mason é boçal, machista, um gostosão cretino, solta frases sem pensar, chega a ser totalmente sem noção. Mas Mia, que não é nada boba, irá dar algumas boas lições no moço e o colocará no seu lugar e com o convívio e boas lições, ela perceberá (e nós também) que Mase é muito além do que ele mostra e acaba que a gente meio que se encanta por ele. 

Mas este encantamento e mudanças não quer dizer que muitas merdas não serão realizadas por ele, pois ele fará muitas... Mia por mais que se revolte, não tem o direito de julgá-lo, afinal quem é ela para isso? Tais fatos farão com que ela reveja alguns pontos da sua vida e personalidade.

Com toda a amizade que irá surgindo entre eles, Mia ajudará o Mase não só na sua vida profissional, a sua presença realmente fará a diferença, como na vida pessoal.

Em abril, o passado fará novas visitas para a Mia, algumas serão bacanas e irão fortalecer a sua estima e objetivos e outras a farão rever pensamentos, relacionamentos, sentimentos e posturas. A autora permanece a linha de demonstrar que ela tem se conhecido melhor a casa dia e tem aprendido a valorizar a pessoa que é.

Entre os quatro já lidos, esse foi o que menos gostei e acho que vale a pena listar alguns pontos. 

Primeiro, a Mia me estava em um fogo louco (e desnecessário por muitas vezes...)


Segundo, pelos clientes que a Mia teve até agora, todos estão no olho do furacão da mídia, dependendo do que os próximos clientes precisem dela, já que a questão aqui não é oferecer sexo e sim ser uma acompanhante, não ficará meio tachado que ela é uma "farsante"? Não consegui parar de pensar nisso.


Lido em: Dezembro de 2016
Título: A Garota do Calendário - Abril
Autora: Audrey Carlan
Editora: Verus
Gênero: Romance/Erótico
Ano: 2016
Páginas: 160

0 comentários :

Postar um comentário