Resenha: Uma chance para recomeçar




Olá, leitores!!!



Por quantas vezes na sua vida você esteve acomodado (a)? E em quantas dessas vezes você se propôs a sair da acomodação? E nessa sua experiência, em quantas vezes você culpou o destino dos obstáculos ou resultado e consequência das coisas que lhe aconteceram?

Osho nos diz que há uma grande diferença entre resultado e consequência. O resultado é algo que você conscientemente deseja e o resultado é um subproduto. Ou seja, o resultado vem do “esforço consciente” e a consequência é algo acontecer sem que você tenha tanta ansiedade para que isso se faça, se por acaso você se esforça para obter felicidade, “a ânsia pelo resultado será seu próprio obstáculo”.

É nesse universo de resultados que vivem Carina e Aurélio. Ela, uma mulher bem sucedida no trabalho que de tanto dedicar-se a gerência dos negócios da família se afogue no estresse. A solidão não a incomoda, mas um incidente com sua saúde a apresenta a Aurélio. Ele, um homem triste e conformado com a tragédia que o afastou da sua família.

Ambos doídos pelo resultado consciente das suas ações, escolhas e destinos. Nada do que fazem passa a ser suficiente quando as suas certezas são abaladas e eles precisam abandonar algumas convicções a favor de algo mais importante: o amor.

Mas o amor tem tantas facetas e exige amor próprio como pré - requisito, além de confiança, respeito, entrega, disposição e atitudes. Mas, são tantos os obstáculos e preconceitos que Cal e Leo se veem afundados em dúvidas.

E assim, eles não interpretam direito as chances que a vida lhes oferta e levam quase que à máxima altura as palavras de Neruda: “se sou amado, quanto mais amado mais correspondo ao amor. Se sou esquecido, devo esquecer também... pois amor é feito espelho: - tem que ter reflexo?”

Entretanto, como perceber que se é amado quando os olhos estão voltados para dentro e não na mesma direção? Quando não se reconhece as chances para recomeçar? E quando o passado é presente?

Uma lição de paz e sorte, de amor e equilíbrio. Daquelas histórias que parecem áridas e vão nos inundando com singeleza e esperança, nõ uma esperança de espera (resultado), mas de esperançar (consequência)!


(...) aprendi que as nossas principais características não são suficientes para nos definir. O ser humano é muito mais complexo do que isso. É uma síntese mutante de todos os traços de seu caráter, combinados às suas experiências de vida.

Lido em: Fevereiro de 2017
Título: Uma chance para recomeçar
Autora: Diana Scarpine
Editora: Pandorga
Gênero: Romance
Ano: 2016
Páginas: 432




6 comentários :

  1. Que resenha mais linda!!! Amei a premissa e principalmente o fato de trazer uma mensagem embutida. Com certeza irei ler, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia, eu acho que você não vai se arrepender!!
      Obrigada pela visita!! <3

      Excluir
  2. Linda resenha, Thaís! Muito obrigada!

    Abraço,
    Diana Scarpine.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficamos muito felizes por você ter gostado!
      Um abraço bem forte! <3

      Excluir
  3. Muito legal o que o livro apresenta. Achei interessante, ta anotada a dica

    ResponderExcluir