Resenha: Cartas de amor aos mortos



Olá, leitoras e leitores,

O livro Cartas de amor aos mortos é todo escrito em forma de cartas. 
São as reflexões da jovem Laurel que ganham força desde que uma tarefa de casa lhe foi solicitada: escrever uma carta para alguém que morreu. 
E nesse momento a morte lhe é um assunto ácido. E assim, numa avalanche de emoções suas cartas nos revelam a coragem, o deslumbre, a decepção e o valor da família e da amizade.
Palavras de amor eternizadas...
Lido em: Março de 2017
Título: Cartas de amor aos mortos
Autora: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
Gênero: Ficção/Infantojuvenil
Ano: 2014

Páginas: 333


Me inspirei e decidi fazer essa resenha em forma de carta, como se fosse a Laurel e tentando demonstrar os sentimentos que ela sentiu... Espero que vocês gostem! 💜

Oi, Kurt, River, Amy, Janis, Jim...

Me chamo Laurel e minha vida não tem sido nada fácil desde que minha irmã May me deixou. Mudar de escola, de casa, ficar sozinha num mundo que era nosso, não ter amigos, perder nosso pai aos poucos. 

Nada tem sido fácil mesmo, não sei quem eu sou sem a May, sem vocês, e de repente percebo que “ouço gente morta”, para ficar pior, agora também falo com gente morta...

A vida na escola nova melhora aos poucos, fiz algumas amigas, conheci um cara que parece o Céu, mas ainda penso na May. O que ela diria de me ver usando suas roupas? Aprovaria a solidão auto-imposta? May ainda está em mim, queria minha irmã aqui para lhe contar meus segredos, meus medos, minha nova vida...

Sinto tédio, horror, pavor e ao mesmo tempo uma euforia. É justo eu estar aqui enquanto vocês e a May estão sabe-se lá onde? Dói lembrar a vida que vocês viveram, as brincadeiras com May... Escrever ainda é a melhor coisa que consigo fazer.

Mas quando lhe enviarei minhas palavras? A professora insiste para que eu entregue a carta do primeiro dia de aula, mas eu não sei o que fazer. Contei a vocês coisas tão íntimas, e não acho certo compartilhar nossos segredos.

Não sei como lidar com a morte, a ausência, a dor e o remorso. A culpa sempre volta, o luto marca presença e meu mundo despedaçado não parece se refazer...

Saudades de vocês,

Saudade da May

Laurel




Encontre-me

Posts relacionados

8 comentários

  1. Oi, Thais!
    Adorei como você escreveu a resenha!
    Eu tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não li.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiza!! Que bom que vc gostou da resenha!!

      Excluir
  2. Amo Amo esse livro e amei o formato da resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou do formato... Obrigada por estar sempre aqui conosco!

      Excluir
  3. Olá, eu tenho interesse em ler esse livro (gosto muito da temática dele). Pretendo ler futuramente! Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luan!!! Que bom te ter por aqui!! Beijão!

      Excluir
  4. Faz um tempo que quero ler esse livro mas não me lembrava muito dos assuntos abordados. Quero ler sobre os sentimentos da Laurel, muitos dos quais talvez me identifique.Beijos

    ResponderExcluir