Resenha: Garota em pedaços




Oi, Leitores!!!

Terminei a leitura de Garota em Pedaços e a primeira coisa que martelou na minha cabeça depois de digerir toda essa história foi: como farei uma resenha desse livro... Esse é daqueles que temos muita coisa para falar, mas ao mesmo tempo acredito que a leitura dele é uma experiência única, acho que nada do que eu disser vai chegar perto do que você sentirá quando estiver se enveredando por essa história.

Nesse livro que é dividido em três partes, nós iremos conhecer Charlotte Davis, uma garota de 17 anos, que sofreu bullying na escolheu, perdeu seu pai e agora a melhor amiga, em meio a toda a sua dor, tem uma péssima relação com a mãe e como consequência dessa junção de fatos,ela sofre de Transtorno do Controle do Impulso, mas o que é isso?

Os Transtornos do Controle de Impulsos (TCI) são caracterizados pela incapacidade do paciente em resistir a um impulso, sentido por este, como um aumento de tensão em que o ato de cutucar a pele, por exemplo, serviria como alívio ou gratificação no momento do ato e gerando culpa ou remorso após a situação. Pesquisas clínicas apontam para uma alta taxa de transtornos do humor e de ansiedade associados aos TCI. Fonte

O TCI, levou Charlie a automutilação, chegando ao ponto de se cortar tanto que ela quase perdeu a sua vida, e é assim que vamos para a primeira parte do livro, a sua internação em uma clínica psiquiátrica. O inicio do livro nos lembra um diário, mas ela é de poucas palavras, o que nos faz a ter a sensação de pouco sentido, mas logo as coisas começam a fluir, assim o livro acompanha a sua adaptação na clínica, ao entendimento do que passou, dos seus sentimentos, de si mesma e todas as vivências que ela terá desde então.

Eu cortei todas as minhas palavras fora. Meu coração estava cheio demais delas.

Processar tudo que já passou é bem difícil para ela, mas é nesse processo que nós começamos a conhecer a sua história, tentando compreender seus sentimentos e escolhas, por muitas vezes tentei me colocar no lugar dela e tentei imaginar como eu reagiria a essas situações e sentimentos. Com 17 anos, ela é uma menina triste e totalmente sem esperanças.

Mas o grande problema é que, quando começa a automutilação, você nunca consegue não ser uma aberração horrorosa, porque seu corpo todo se transforma em um campo de batalha marcado e queimado, e ninguém gosta disso em uma garota, ninguém vai amar isso (...)

Quando começamos a achar que as coisas irão mudar na sua vida, chega a notícia de um problema com o plano saúde e ela terá que receber alta forçada, já que não tem como se manter ali. Ao sair da clínica, ela sai de Minneapolis e vai para Tucson, e aqui se inicia a segunda parte do livro, onde ela tentará recomeçar, deixando para trás tudo que a machuca.

Mas infelizmente, o calor do Arizona não irá ajudá-la tanto assim e seus caminhos irão cruzar com caminhos nada inspiradores e que só tornarão a sua luta diária para reconquista do amor próprio cada vez mais tortuosa e difícil. O mundo pode ser cruel e estar cheio de pessoas negativas, mas ainda é possível ter esperança de dias melhores, pessoas do bem e uma vida feliz. (Eu acredito demais nisso).

O caminho para Charlie pode ser difícil, mas não impossível... Ela pode ter cruzado seu caminho com pessoas não tão legais, mas também terá a oportunidade de estar com pessoas que realmente se importam, que a enxergam além do que ela mostra e que lhe darão provas de que viver é possível e ela está cansada de apenas sobreviver.

A narrativa do livro acontece em primeira pessoa e com isso nos envolvemos completamente em todos os sentimentos sombrios da personagem, então é uma leitura tensa, carregada de angústia, medo, insegurança... É realmente tenso! Afinal nos deparamos com uma realidade cruel, o que essa garota em pedaços passa, é a realidade de muitas meninas que estão ao nosso redor.

A autora ainda nos traz temas, além do que a Charlie passa, através dos personagens secundários tão problemáticos quanto ela, abordando temas como drogas, alcoolismo, abusos físicos e mentais, de uma forma incrível, nos alertando para tantas outras situações.

Durante o livro, senti muita angústia... É um livro que me tocou muito, que me fez ampliar mais ainda a minha visão sobre a vida e as pessoas, por tantas vezes julgamos tanto e não temos noção de 1% do que aquela pessoa sente e passa. Acredito que muitas pessoas irão refletir durante a leitura, é impossível passar imune, principalmente depois de ler a nota da autora no final do livro (achei de uma coragem sem tamanho).

Se pudesse definir esse livro em três palavras diria: Real, Intenso e Cruel. Uma história necessária para a vida de qualquer um, o indico de olhos fechados e recomendo: leia com seu coração aberto e cheio de empatia!

O corte é uma cerca que você constrói no próprio corpo para manter as pessoas do lado de fora, mas depois você chora para ser tocada. Mas a cerca é de arame farpado. E agora?
Lido em: Junho de 2017
Título: Garota em Pedaços
Autora: Kathleen Glasgow
Editora: Outro Planeta
Gênero: Jovem Adulto
Ano: 2017
Páginas: 384

Encontre-me

Posts relacionados

19 comentários

  1. Oii tudo bem?
    Já havia ouvido falar sobre esse livro mas nunca de fato tinha parado para ler uma resenha sobre ele, ele parece ser um livro nós entramos de cabeça na vida da protagonista parei para pensar após terminar de ler a tua resenha e também não saberia o que fazer após sofrer tanto na vida igual a Charlote, parece ser um livro bem emocionante e bem pesado, mas fiquei curiosa para saber sobre o fim dessa história.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tais! O livro é bem isso aí que você falou... Gostei muito do final do livro, pode ter certeza, vale a pena a leitura!

      Excluir
  2. Acredito que essa seja uma ótima leitura, porém acho o tema bastante pesado e no momento não posso ler nada assim.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um tipo de leitura que consome muito da gente, então tem que estar preparado para a leitura mesmo!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Apesar de ser um livro muito elogiado no momento, a proposta
    não é das minhas preferidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paty, se arrisque e leia! É uma leitura profunda e cheia de aprendizados!!

      Excluir
  4. Oiii tudo bem??

    Ao mesmo tempo que amo livros angustiantes odeia ficar angustiada. Hauhauaha que contraditório.
    Achei bem interessante a forma como o livro divide a história, e com sua resenha fiquei bem interessada em realizar a leitura.
    Adorei a dica, anotada.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc curtiu, Rafa! Fico muito feliz!!!

      Excluir
  5. Lendo o primeiro parágrafo, já fica visível o quanto o livro te emocionou, isso é tão bom, né?!
    Bom, eu não gosto de clínicas psiquiátricas, nem de psiquiatras, salvo Nise da Silveira, mas, acho que esse livro tem muita coisa a dizer ao mundo, é uma leitura válida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, tem muita coisa a dizer ao mundo! É uma leitura rica e carregada de mensagens e aprendizados!

      Excluir
  6. Oi,
    Gostei muito da sua resenha, e confesso que fiquei morrendo de vontade de ler o livro só pela leitura da sua resenha. A história parece ser bem interessante. Acredito que ele seja um livro que vou gostar de ler. Com certeza ele irá para a minha de leitura desse ano.
    Abrçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcia, fico feliz em ter te influenciado para a leitura do livro... Espero que vc curta tanto quanto eu, depois volte para me contar o que achou!

      Excluir
  7. Olá!
    Já tinha visto o livro, mas não sabia do que se tratava. A adolescência é uma época muito conturbada de nossas vidas e, infelizmente, esses problemas vêm aumentando com frequência. Achei a dica interessante e espero poder conferir qual é a emoção de lê-lo.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Milena... Que bom te ver por aqui... Concordo com vc, a adolescência é conturbada e os problemas na vida deles está bem crescente, mas livros assim podem os ajudar! Que bom que vc curtiu a dica! Um beijão e obrigada pela visita!!!

      Excluir
  8. Que livro bacana e interessante. Gostaria de fazer sua leitura em algum dia, dica anotada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii, que bom que curtiu a dica! Beijão e obrigada pela visita!

      Excluir
  9. Ola!! Me perdoa por não ler a resenhaaaaa... mas é que esse livro ta na lista desse mês, então queria ler sem ver nenhum comentario sobre ele antes, aliás, nao leio nada sobre os livros que vou ler, so depois que leio ahahhaha um certo toc. Quando eu ler volto aqui pra comentar direito ok/?! beijos Jordana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dana!!! Tb evito ler coisas sobre livros que irei ler, então te entendo completamente rsrsrsrs Mas volta aqui depois para me contar o que você achou da história!!! beijão!

      Excluir
  10. Olá!
    Já tinha visto esse livro em alguns blogs, mas não sabia que a história era tão intensa. Gosto de livro que passem uma mensagem e deu para ver que esse fala que a vida vale a pena, mesmo com todos os problemas vale a pena lutar por ela.
    Amei a sua resenha e vou anotar a sua dica.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir