Entrevista: Sofia Silva



Oi, Leitores!!!


Quem nos acompanha, sabe que não é novidade alguma do quanto fiquei apaixonada por Sorrisos Quebrados (minha melhor leitura de 2016) e virei fã da Sofia Silva.

Sofia nos encanta não só pelas suas histórias, mas também pela forma amorosa com a qual trata seus leitores brasileiros, a forma doce e encantadora que fala sobre a vida. E conhecê-la pessoalmente só me provou o quanto ela incrível e o quanto merece todo o sucesso que está fazendo.



O que mais se ouvia na Bienal do Livro do Rio foi: "Nossa, como a Sofia é simpática!", "Eu nem acreditei, ela lembrou de mim e do meu nome", o nome dela estava em todas as rodas de conversas e quem não a conhecia ainda, naquele momento, fez questão de comprar o seu livro para entender que paixão era essa.

A Editora Valentina nos concedeu um espaço na agenda (mega lotada) da Sofia para realizarmos uma entrevista e hoje vim mostrar a vocês todo o nosso papo.



Três Leitoras - Conte um pouco sobre a Sofia Silva.

Uma apaixonada pela literatura, uma pessoa que já leu mais de 75 mil livros na vida, eu já li muito, de todos os gêneros. Além disso, gosta de temas mais dramáticos e que decidiu também escrever histórias.

Três Leitoras - O que te motivou a escrever Sorrisos Quebrados?


Na realidade não o que motivou, mas o momento que decidi escrever sobre essa temática foi em um Dia dos Namorados quando comecei a ver as mensagens no Facebook e eu percebia que aquilo não era real, que era para os amigos do Facebook verem, era apenas para aquele dia. Aí comecei a pensar: qual será a realidade destes relacionamentos? E por aí comecei a imaginar que muito daquilo não era verdade, que encobria a realidade e foi surgindo assim.

Três Leitoras - Ao escrever uma história o que você considera mais fácil? E o mais difícil?

Bem, eu primeiro imagino a história na cabeça. Eu não consigo escrever sem saber o começo, meio e fim, só que nunca o final é igual ao que eu imaginei no inicio. O mais fácil para mim é o prólogo e o mais difícil sempre é o final. Não para todas as pessoas elas lembram do último encontro, o epílogo, é o que mais marca os leitores.

Três Leitoras - Nossa, e eu imaginei que o prólogo de Sorrisos Quebrados foi o mais difícil de escrever, pois para mim foi bem difícil para ler.

Para criar na minha mente não foi difícil, mas a escrita em si foi complicado. Eu estava vivendo aquilo, eu entro nos personagens, mas imaginar a cena em si não foi difícil, criar é menos brutal.

Três Leitoras - Quais os próximos projetos? Já existe previsão de lançamento?

A Editora Valentina vai lançar Corações Quebrados no ano que vem, sem data certa ainda. É a história de um soldado português, com o meu sotaque, e uma menina brasileira. É uma tema também pesado, mas tem mais leveza que Sorrisos Quebrados. 

Três Leitoras - Como foi estar no Brasil e receber o carinho das leitoras?


Foi maravilhoso, vocês são muito queridas e carinhosas. São leitoras que tem uma vida, são mães, são tudo e mais alguma coisa e ainda arrumam tempo de sua vida para ler aquele autor, comprar aquele livro, para compartilhar uma publicação. É fantástico. A realidade é que não existe leitoras como as brasileiras no mundo, não é querendo ser carinhosa com vocês. Já trabalhei com leitores de outros países, não como escritora, e não é assim, brasileiro não é igual e vocês devem saber disso.

Três Leitoras - Você acredita que foi todo o sucesso que você está fazendo aqui no Brasil que fez com que a editora de Portugal quisesse publicar o seu livro?

Ah, sim! Com certeza. 

Três Leitoras - Para você, como vai ser publicar no seu país?

É diferente, eu sou mais conhecida no Brasil do que em Portugal. O público português quer saber do livro e não do autor, não importa quem escreveu e sim o que está escrito. É uma realidade completamente diferente e estou muito ansiosa para ver como vai ser.

Três Leitoras - Nós estamos torcendo muito para que seja incrível. Queremos agradecer por você ter concedido essa entrevista e por ser tão carinhosa conosco. Deixe aqui uma mensagem para as Leitoras do Três Leitoras.


Primeiro quero agradecer ao blog por ter sido um dos que me apoiou no começo. Para as leitoras, eu espero que gostem da história, espero que leiam sabendo que é uma realidade cruel de muitas mulheres, mas que no fundo é uma história de amor. Meu objetivo não é dar nenhuma lição de moral a ninguém, quero apenas abrir um pouco os olhos e no final é uma história de amor, são duas pessoas que merecem ser amadas. Eu acredito que no final do dia, no final da nossa vida, não vamos levar as coisas da cabeça, mas o amor que recebemos da família, dos amigos, do amor da nossa vida.






Entrevista e Edição: Mara Santos 
Revisão: Luana Costa

Encontre-me

Posts relacionados

7 comentários

  1. Que legal deve ter sido pra você entrevistar alguem que admira, não conheco a Sofia, vou procurar sobre ela agora mesmo <3

    ResponderExcluir
  2. Caramba que entrevista maravilhosa. Também ouvir falar que a autora é muito simpática. Não sabia que ela é portuguesa. E que loucura o pessoal de lá não se importa com o autor como nós brasileiros.
    Tenho o ebook aqui, mas ainda não li. Pretendo ler ainda esse ano, mas acho que só em novembro, agora em outubro estou sobrecarregada. Mas enfim foi ótimo conhecer um pouco da autora e dos projetos futuros.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a entrevista, parabens!!

    www.livrosediversasideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oiii tudo bem??

    Tenho esse livro na estante, e espero ler em breve. Fiquei chateada que minha agenda não bateu pra conhecer a Sophia na Bienal, eu tava com tempo curtíssimo. Infelizmente.
    Adorei conhecer um pouco mais dela pela entrevista.
    Bjs Rafa

    ResponderExcluir
  5. Que entrevista linda, já sou fã dela kkkk, falando serio agora, que capa mais linda é essa? Sério eu sou louca por essa capa é maravilhosa e desde que entrou para pré-venda eu não vejo a hora de ler, muito ansiosaaaa.

    Amei o post, parabéns.

    sussurrandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Primeiro 75 mil livros, foi isso mesmo????

    Nossa...uau!!!

    E quanto ao livro, me interessei e vou procurar saber mais, principalmente pelo fato dela tomar iniciativa em um dia dos namorados, onde realmente, nao dá saber o que é realmente verdade!!!

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir