Resenha: O Príncipe Corvo

Oi, Leitores!!!


Eu estava cheia de expectativas para ler O Príncipe Corvo e quando a gente está assim o maior medo é o da decepção, mas isso não aconteceu, eu simplesmente amei a história e durante a resenha vou detalhar a vocês tudo que amei.
Anna Wren, depois de ficar viúva, passou a ter dificuldades financeiras para se manter e o que ela estava fazendo não era mais suficiente, por isso saiu decidida a encontrar um emprego.

O destino acabou a ajudando, quando ela descobre que o conde de Swartingham está precisando de um secretário e assim se candidata a vaga, que não tem concorrência alguma, já que a fama do conde não é das melhores e em pouco tempo ele perdeu dois secretários.

Facilmente, os dois resolveram os seus problemas, Anna tem um salário e ele finalmente encontrou uma secretária que tem um trabalho primoroso e o melhor, ela parece suportar também o seu péssimo humor.

Mas como sempre, nem tudo será tão simples assim, eles se sentem atraídos, cada um com suas razões, mas nenhum deles se entrega a estes sentimentos, não por falta de oportunidade, mas por cada um ter criado os seus bloqueios.

Só que isto não impedirá Anna de ir atrás do Conde, ao descobrir que ele irá para Londres, não pelas razões que relatou a ela, mas sim para suprir as benditas necessidades masculinas em um famoso e misterioso bordel.

Assim, ela decide que se ele pode suprir as suas necessidades, ela também pode. Ela também irá para Londres, dará um jeito de se encontrar misteriosamente com o Edward e assim fazê-lo seu amante, nem que seja por uma única noite.

[...] A sociedade poderia não esperar o celibato do conde, mas certamente esperava isso dela. Ele, por ser homem, poderia ir a casas de má reputação e aprontar por toda a noite com criaturas sedutoras e sofisticadas. Enquanto ela, por ser mulher, deveria ser casta sem nem ao menos pensar e olhos escuros e peitos cabeludos. Simplesmente não era justo. Nem um pouco justo.

Sentiram o cheirinho de confusão no ar? Pois bem, preparem-se, pois no desenrolar da história teremos algumas muito boas.

A escrita da Elizabeth Hoyt é super fluida e envolvente, com uma boa pitada de humor, romance e erotismo e se torna uma leitura rápida. A narrativa irá acontecer em terceira pessoa e no início de cada capítulo, teremos uma outra história, um conto que será lido pelos próprios personagens.

Os personagens são super bem construídos e cheios de personalidade. Anna, apesar de viver durante muito tempo sob as regras da sociedade, meio que começa a ficar farta de algumas delas e nos trará reflexões interessantes ao falar sobre seu ponto de vista. Sim, teremos uma personagem mega empoderada.
— (…) É tão mais fácil simplesmente fazer o que as pessoas esperam de você, Anna.
— Pode ser mais fácil, mas não é necessariamente a coisa certa a fazer, mãe.
O desenrolar dos fatos tem um ritmo perfeito, então não existe lentidão ou fases corridas. Eu me encantei pelo Edward logo de cara, mas de cara mesmo, apesar de rabugento e reclamão, ele tem atitudes que eu admiro e isso fez toda a diferença. Sem contar, o fato deles não seguirem um padrão de beleza comum nessas histórias.

O final? Sério, achei a coisa mais linda dessa vida!

Eu mais do que recomendo a leitura e em breve volto com as resenhas dos outros livros da trilogia que já foram lançados, então se quiser começar, vai na fé, pois não precisará aguardar pelos próximos.

Lido em: Janeiro de 2018
Título: O Príncipe Corvo
Autora: Elizabeth Hoyt
Editora: Record
Gênero: Romance/Romance de Época
Ano: 2017
Páginas: 315


Encontre-me

Posts relacionados

5 comentários

  1. Eu tive o privilegio de ler essa série e dos tr~es livros esse foi o que mais amei, ele é perfeito em tudo, seja na trama, nos personagens ou na fluidez. Na minha opinião o último é bom, mas é muito fraquinho para um desfecho de trilogia. Leia e nos conte depois.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é muito bom, a gente fica lendo e esperando quando os personagens vão a entregar um para o outro. O livro possui uma pitada de erotismo o que deixa a história ainda mais envolvente. Parabéns pela resenha. Estou louco para ler o segundo volume da trilogia. Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Que resenha linda, livro lindo, fotos lindas. A capa desse livro já me encanta a tempos, apesar de o gênero não ser muito do estilo que gosto, quero ler. Já coloquei na minha lista.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Também curti bastante esse livro, achei uma ótima história e gostei dos personagens principais.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  5. Oi Mara,
    Essa trilogia esta na minha lista de leituras desse ano, amor romance de época e essas capas são lindas, só faltou serem hardcover para ficar mais perfeito ainda! Adorei a resenha, só me deixou mais curiosa, eles estão na listinha para compras do dia 08. Partiu falência hahahahah

    Bjs

    ResponderExcluir