Resenha: Gritos no Silêncio

Oi, Leitores!

Desde o lançamento deste livro que eu fiquei louca para ler e quando vi que ele foi o livro de uma Caixa Skoob que recebi, fiquei super feliz.

Escolhi para ler ele agora no mês de fevereiro, pois além de ser a escolha do #DL2019IgsIrmãos (tema: um livro de autor nunca lido), teremos o Clube do Livro Autêntica neste final de semana e ele será o livro de debate.
Em Gritos do Silêncio, primeiro livro da série Detetive Kim Stone, nos deparamos com a primeira cena onde cinco pessoas cavam uma sepultura e ali enterram alguém. Além disso, fica muito claro o pacto de silêncio que eles fazem para que esse crime não seja descoberto.

Após uma passagem de tempo, presenciamos o assassinato de Tereza Wyatt e aqui já fiquei intrigada com o fato de que ela sentia (ou tinha certeza) de que algo de ruim aconteceria a ela. Não entendemos a motivação do assassino, mas já sabemos que ela não será a única e outras mortes irão acontecer.

O caso cairá nas mãos de Kim Stone, uma detetive durona e com seus traumas pessoais. Extremamente inteligente e atenta aos detalhes, ela irá encontrar o ponto comum entre as vítimas e não medira esforços para resolver o mistério por trás das mortes atuais e porque essas pessoas estão ligadas a crimes que aconteceram no passado.

As coisas não serão muitos simples, as pessoas não revelam tudo que sabem e um emaranhado de coisas podem confundir Kim, principalmente por perceber que quem esconde todos os segredos fará qualquer coisa para que eles não sejam revelados.

Até a solução do crime, seremos brindados por capítulos curtos e objetivos, vamos acompanhar os passos do passado do assassino e seus pensamentos quanto a investigação e o trabalho da Kim e nesses momentos confesso que senti vários calafrios, a frieza do assassino chega a ser ensurdecedora. 

Kim e a sua equipe são incríveis, adorei cada um dos personagens e a importância de cada um deles no caso. O desfecho foi mais do que surpreendente para mim, cheguei ao ponto de voltar as páginas para reler e ter a certeza de que havia entendido certo. Ainda mais que achei que em determinado ponto, nada de importante aconteceria mais. 
A escrita da autora é muito bacana, o ritmo da história é ideal, com pontos e situações bem amarradas, vamos acompanham toda a investigação e também conhecer um pouco da vida da detetive (que inclusive me deixou cheia de curiosidade e questionamentos). 

Mais uma autora para compor esse gênero que considero eletrizante por todo o mistério e suspense que nos oferece. Estou na torcida para que mais livros da série cheguem aqui.

Os segredos mais obscuros não podem ficar enterrados para sempre…
Na escuridão da noite, cinco figuras se revezam para cavar uma sepultura, um pequeno buraco em que enterram os restos de uma vida inocente. Ninguém diz nada, e um pacto de sangue os une…
Anos mais tarde, Teresa Wyatt é brutalmente assassinada na banheira da sua casa, e, depois disso, mais mortes violentas começam a acontecer. Todas as vítimas têm algo em comum, e a detetive que encabeça o caso, Kim Stone, logo percebe que a chave para deter o assassino que está semeando o pânico na cidade é resolver um crime do passado.
Só o que ela sabe é que alguém esconde um segredo e está disposto a fazer qualquer coisa para que nada seja revelado.

Lido em: Fevereiro de 2019
Título: Gritos no Silêncio
Autora: Angela Marsons
Editora: Gutenberg
Gênero: Crime/Suspense e Mistério
Ano: 2018
Páginas: 320
Adicione no Skoob | Compre: Amazon

Encontre-me

Posts relacionados

4 comentários

  1. Oi, Mara.

    Primeira resenha que leio deste livro e preciso confessar que eu adorei! Estou lendo aos pouquinhos gêneros como esse e já vou correndo adicionar "gritos no silêncio" na minha wishlist. Agora estou bem curiosa para ler!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  2. Oi Mara.

    Não sabia que Gritos no Silêncio faz parte de uma série e pode ter certeza, sua opinião conseguiu despertar minha curiosidade. Preciso conhecer essa história logo, quero mergulhar neste suspense.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Menina, eu amo histórias de detetive, mas tanto,que chega a doer rsrs Ainda mais quando a protagonista é feminina e tem uma história de vida por trás da trama principal. Não conhecia a obra e fiquei imensamente feliz com a indicação de leitura. Dica anota!

    ResponderExcluir
  4. Oi, seu post me deixou curiosa para conferir essa história também, ainda mais sabendo que a trama realmente te surpreendeu. Ótima resenha.

    ResponderExcluir