Resenha: O Sal da Vida

Oi, Leitores!!!

O Sal da Vida é aquele tipo de livro necessário, que todos deveriam ler. Afinal, ele faz com que a gente reflita sobre as pequenas coisas que temos na vida, o que faz valer a pena viver. Uma história cheia de pequenos detalhes que nos emociona, nos faz sorrir e nos dá aquela energia para manter uma vida simples e rica.
Naturalmente, temos uma vida turbulenta, cheia de altos e baixos e consequentemente temos a mania de simplesmente começar a deixar tudo passar despercebido por nós, se não for grande e barulhento, não notamos e assim perdemos o pequeno, o detalhe, que também aquece os nossos corações e nos faz ver a delícia que é viver. 

Françoise Héritier recebeu um cartão postal de um amigo com a seguinte frase "Uma semana roubada de férias na Escócia" e o uso da palavra "roubada" fez com que ela começasse a refletir sobre a vida e a forma com a qual a levamos. Este amigo, um médico extremamente dedicado ao trabalho e isso o leva a um desgaste físico enorme, mas também leva ao esquecimento da sua própria vida. E aí está a questão: quem estava roubando o quê?

Em meio a esta reflexão, O Sal da Vida surgiu, como resposta a este cartão postal. Esta resposta é uma junção de sentimentos, lembranças,  escolhas, situações, que dão o que diferencial da vida, que faz com que ela tenha cor, movimento, sons e muito sabor.

Um livro inspirador, regado de emoção e reflexão. É impossível terminar a leitura e não querer escrever sobre o sal da MINHA vida e pensando nisso a Editora nos presenteia com um espaço no próprio livro para fazer a nossa lista. Comecei a refletir sobre a minha vida, sobre o que tenho feito com ela e o que quero continuar fazendo.

Os sonhos nos motivam a viver, as pessoas ao nosso lado também, mas as pequenas coisinhas que acontecem tem o mesmo poder. O que seria de mim sem o meu café forte todos os dias pela manhã, sem o cheirinho da maresia, sem lugares incríveis para ver o por do sol, sem um quindim para comer sempre que me desse vontade, sem um pote de sorvete para os dias de TPM, sem a música Metal Contra as Nuvens do Legião para me animar, sem sorrisos, sem livros e por aí vai....

Existe uma forma de leveza e de graça no simples fato de existir, que vai além das ocupações, além dos sentimentos poderosos e dos engajamentos políticos. É sobre isso que este livro fala. Sobre esse pequeno plus que nos é dado a todos: “O Sal da Vida”. Nesta meditação, nesta espécie de poema em prosa em homenagem à vida, totalmente íntimo e sensorial, a renomada antropóloga Françoise Héritier vai atrás das pequenas coisas agradáveis (às vezes nem tanto) às quais aspira o mais profundo do nosso ser: as imagens e as emoções, os momentos marcados de recordações que dão sabor à vida, que a tornam mais rica e mais interessante do que muitas vezes acreditamos que ela seja, e que nada nem ninguém poderá nos tirar, nunca, jamais!

Lido em: Abril de 2019
Título: O Sal da Vida
Autora: Françoise Héritier
Editora: Valentina
Gênero: Romance
Ano: 2013
Páginas: 108
Adicione no Skoob | Compre: Amazon
*Livro cedido em parceria com a Editora*

Encontre-me

Posts relacionados

2 comentários

  1. Que livro mais encantador é esse? Amei a capa, a premissa, sua resenha. Amei tudo! =) Já quero colocar na minha lista. Eu amo quando os livros nos fazem refletir sobre nossa vida. Às vezes a gente anda tão corrido, querendo sempre trabalhar, se desgastando... e a vida passa batida pela gente... e a gente é roubado mesmo desses momentos que deveriam ser bons em nossa vida...
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  2. Adorei muito a sua resenha! Ainda não tive oportunidade de ler, mas sempre vejo elogios para essa obra. Gostei de saber que o livro é inspirador. Estou nessa vibe no momento e já quero ler!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir