Resenha: Doce Lar #1

Oi,  Leitores!!!

Primeira experiência com a leitura de um livro da Tillie Cole. No geral, gostei muito da história de Doce Lar, mas algumas atitudes e comportamentos do Rome me incomodaram demais, mas é uma leitura gostosa e que qualquer amante de romances dramáticos deve curtir.
Molly está com 20 anos e já sofreu milhares de perdas em sua vida. E isso faz com que ela sinta que já sabe muito dessa vida. Uma garota esforçada, super avançada nos estudos, saiu de Oxford e foi para os Estados Unidos com o objetivo de cumprir mais uma etapa.

Ela realmente acreditava que a vida já tinha lhe dado todas as suas lições, mas estava mais do que enganada com relação a isso. Estar no Alabama irá mudar a sua vida e isso já vai rolar nos seus primeiros dias.

Depois de uma situação desagradável, ela irá conhecer Romeo Prince, o famoso quarterback do time da faculdade e a partir daqui ela não deixa de pensar nele e a aproximação deles em determinado momento será inevitável.

Além de linda, Molly tem comportamentos que mexem com Romeo, que eu prefiro não contar a vocês. Todos devem achar que a vida dele é um mar de rosas, mas não é. A autora quis justificar as atitudes dele de super controlador, por causa do seu passado, mas acho que algumas coisas passaram do limite. E sinceramente, acho bem chato esse lance de romantizar as atitudes com os traumas. E mais, em muitos momentos não senti que ele queria mudar e acho que meu incomodo maior está justamente nisso.

Em muitos momentos ele foi fofo? Sim, foi! E nesses momentos eu o adorava, mas logo em seguida, ele me irritava um pouco.

Ela também tinha seus altos e baixos, tudo também baseado nos traumas, mesmo que as palavas e atitudes de Romeo mostrassem outra coisa (isso quando ele não era esse controlador excessivo), ela custou demais em confiar nele, tornando as coisas meio chatinhas também, mas eu entendi o seu ponto de vista, mas como disse antes, rolou uma certa romantização.

A relação deles é intensa, cheia de altos e baixos, muito drama, mas é muito mesmo! Saber como eles resolveriam os conflitos internos e externos ao relacionamento foi o que me motivou a continuar a leitura, sem contar que a escrita da autora é envolvente e promove um excelente ritmo na história, mesmo eles se apaixonando tão rápido.

É o tipo de leitura que muitas pessoas irão amar, eu gostei, mas tive minhas ressalvas. Leria outros livros da Tillie? Com certeza! Recomendo esse livro? Sim! 
Primeiro livro da série de maior sucesso da autora de Mil Beijos de Garoto.
Aos vinte anos, Molly Shakespeare acha que já sabe de tudo.
Ela leu Descartes e Kant.
Ela estudou em Oxford.
Ela sabe que as pessoas que te amam também te deixam.
Mas quando Molly se muda da cinzenta Inglaterra para começar uma nova vida nos Estados Unidos, ela descobre que ainda tem muito a aprender. No Alabama os verões são mais quentes, as pessoas mais intimidantes e os alunos de sua nova escola muito mais viciados em futebol.
Após conhecer o famoso quarterback Romeu Prince, Molly só consegue pensar em seus olhos castanhos, cabelos loiros, físico perfeito... e em como sua vida tranquila e solitária parece estar a ponto de mudar drasticamente.

Lido em: Junho de 2019
Título: Doce Lar - Série Sweet #1
Autora: Tillie Cole
Editora: Essência
Gênero: Romance
Ano: 2018
Páginas: 320
Adicione no Skoob | Compre: Amazon

Encontre-me

Posts relacionados

8 comentários

  1. Eu nunca li nada da autora e estou com esse livro parado na estante. Mesmo com as ressalvas, pretendo dar uma chance para essa leitura futuramente. Acredito que deve ter sido uma leitura bem intensa, com vários altos e baixos

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  2. Oi Mara,
    tudo bem ?

    Não conheço a autora, nunca li nada dela, mas percebi que aqui temos muitos dramas.
    Vi que te incomodou o modo com as pessoas descarregam no outro os seus traumas e usam isso para justificar suas atitudes possessivas ... uma bad real! O pior de tudo quando essas atitudes são romantizadas. Piorou!
    Espero que o fim, a autora tenha trazido um alento de redescobrimento e tratamento para seus personagens, e que isso sirva de inspiração para nossas vidas reais.

    Gostei da resenha e da sua sinceridade. Concordo com o seu ponto de vista

    Beijos e Cheiros
    http://www.livreando.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Mara.

    Estou louca para ler este livro e sua opinião aumentou minha curiosidade com relação intensa e cheia de altos e baixos. Vou adicionar na minha meta de leitura, pois quero conhecer a escrita da Tillie Cole. Obrigada pela dica e parabéns pela resenha.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, tenho um outro livro da autora mas ainda não li. Sempre vejo o comportamento nada bacana do protagonista sendo comentando, por isso não me animo muito a ler ele, também não curto isso de tentar romantizar certos comportamentos e justificá-los como traumas.

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto bastante da Tillie e adorei Doce Lar. Meu problema foi com o Rome. Eu até entendo o motivo dele ser tão problemático já que O histórico familiar dele é terrível. Mas em certos momentos ele me tirou do sério. E isso é característico dos mocinhos dela, sabe? Eles são possessivos demais, fazem umas besteiras aqui e outras ali...Não é o tipo de personagem que me faz apaixonar. Mas a história é muito boa, espero que tragam os próximos livros da série.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi! Quando vi o lançamento pensei que seria mais um romance clichê! Mas, ao ler sua resenha, deu para perceber que tem muito mais por trás disso! O fato de a história da vida dos dois personagens ter drama já me deixa curiosa! Ainda mais com essas reviravoltas todas! Tem carga emocional, e apesar das ressalvas, parece ser de agradável leitura. Obrigada pela dica!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nada da autora, mas sempre fico curiosa quando vejo alguma resenha dela. Apesar de ter muito drama envolvido, é algo que me cativa, principalmente por conflitos internos e externos. Acho que é uma boa leitura. Só me deixou com mais vontade!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  8. Por ser amante incorrigível de romances certamente vou gostar de Doce lar, embora eu vá me irritar muito com o protagonista controlador, isso para mim é um porre. Mas me animo a ler porque fiquei curiosa para saber como o casal resolve as coisas.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir