Resenha: No meio do caminho tinha um amor

Oi, Leitores!

Eu sempre admirei os escritos do Matheus Rocha através dos seus textos na internet e ainda não tinha lido nenhum dos sus livros, por isso o escolhi para a leitura do #DLBaianas do mês de setembro que seria um livro de contos ou crônicas.
Esse é o tipo de livro que todos deveriam ler. Ele demonstra várias formas de relacionamento e diversas formas de nos sentir com relação a ele. O que mais gostei foi da sensibilidade do autor em começar pelo fim, depois meio e finaliza com o começo e isso faz com que ao decorrer a leitura se torne cada vez mais leve e feliz.

Em mais de 50 textos, Matheus nos traz uma escrita intimista e é isso que faz com que a gente se veja tanto no texto, em alguns momentos pensei: parece até que eu que escrevi isso, já que ele trouxe tanta verdade e sentimento em suas palavras. Outra coisa que nos aproxima demais dos textos, é o fato de todos eles serem escritos na primeira pessoa. 
Me perdendo de você, achei uma parte de mim que tanto procurava. Parece que a dor, depois que a ferida cicatriza, nos oferece uma nova pele. Mais firme.
A edição é linda e super colorida, deixando a leitura mais prazerosa, destacando frases  marcantes e nos fazendo refletir e até mesmo relembrar de momentos das nossas vidas. Se pudesse, teria muitas destas imagens na parede do meu quarto.
Acontece que meu coração nem acelera mais. Ele se cansou de todos os amores banais. Dos encontros casuais, das conversas fiadas e dos tocos por troco. Dos bolos. Dos foras. Dessa gente insegura, imatura, infantil e sem brio que quer uma aventura, e não alguém que a tire da zona de conforto para confortar seus medos.
Durante a leitura, grifei alguns trechos, deixei comentários, acho que esse é o tipo de livro que sempre pegarei para reler, trechos que antes não fizeram muito sentido, talvez passem a significar algo depois de um tempo. Enfim, é o livro para ser eterno em sua estante.


'Eu achava que o amor existia, mas não era pra mim. Você foi a prova que eu estive errado por muito tempo!' – Matheus Rocha. Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!
Lido em: Outubro de 2019
Título: No meio do caminho tinha um amor
Autora: Matheus Rocha
Editora: Sextante
Gênero: Nacional/Crônicas
Ano: 2016
Páginas: 176
Adicione no Skoob | Compre: Amazon

Encontre-me

Posts relacionados

4 comentários

  1. Não tenho muito o hábito de ler crônicas, mas a tematica me deixou curiosa. Porém essa cronologia inversa não sei se me agradaria. Mas enfim de uma forma geral foi muito interessante conhecer suas impressões e fico feliz que vc tenha gostado da leitura.

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho bastante curiosidade em ler este livro. Realmente parece aquele livro necessário, que aborda várias questões sobre o relacionamento e que nos faz refletir. Adorei sua resenha e fiquei ainda mais curiosa!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  3. Oi Mara.

    Eu não conheço nada do Matheus Rocha, mas pela sua resenha eu fiquei curiosa pois parece ser interessante. Vou adicionar na lista de desejados. Parabéns pela resenha acho que será um ótimo momento de reflexão.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Oi, pelo seu post me parece que é um livro com o qual a gente se identifica muito, e eu amo leituras assim, mais um que vai pra minha lista de desejados.

    ResponderExcluir