Resenha: Invisível

Oi, Leitores!!!

Ler um livro da Tarryn Fisher é estar preparado para os enredos mais inusitados e os finais menos previsíveis. Sem contar que durante a leitura, sempre rola uns socos no estômago!
Margô é ignorada pela mãe há algum tempo, elas moram em uma casa velha, em um bairro abandonado e ela se sente completamente invisível. Vive sua vidinha sem graça, de casa para o trabalho em um brechó e nunca foi notada, até o dia que Judah, seu vizinho, a faz começar a ver a vida de uma forma diferente.

A única pessoa que Margô falava, era uma garotinha que às vezes pegava o mesmo ônibus com ela e um dia chega a notícia do seu sumiço. Ela e Judah decidem investigar por conta própria o que pode ter acontecido. Ela começa a fazer descobertas, que não compartilha com o vizinho, e elas transformam a forma como ela vê a vida e os seus comportamentos.

Margô embarca em um caminho sem volta, sem arrependimentos e sem medo, ela se sente no direito de fazer justiça e, de certa forma, aproveitasse do fato de ser invisível. Mas até onde tudo isso vale a pena? O quanto isso diz sobre ela? O quanto isso a representa?

Acompanhar a trajetória de Margô é uma montanha russa de sentimentos, fui movida a leitura por uma curiosidade sem fim, pois precisava saber o resultado das suas escolhas. O livro me surpreendeu, me chocou, me trouxe angústia, me fez sentir compaixão pela Margô. É um livro intenso, duro e cru!

Uma coisa que acho interessante na Tarryn é que ela não dá um desenho fechado sobre a personalidade complexa dos personagens, acredito que cada leitor vê uma Margô, uma faceta sua. Eu ia lendo o livro e a frase que mais repetia era "isso está mesmo acontecendo???"

Ler Tarryn Fisher é não saber o que vem por aí, é acreditar que ela não tem mais a capacidade de me surpreender e mesmo assim ainda consegue. O final é aberto, mas o livro oferece respostas, mas apesar disso, fiquei me perguntando, existe a possibilidade de uma continuação?

Margô mora em uma casa caindo aos pedaços, num bairro abandonado, com sua mãe que a ignora há dois anos. Ela se sente invisível, até que a amizade com Judah, seu vizinho cadeirante, muda suas perspectivas e a desperta. Quando uma criança de sete anos desaparece em seu bairro, Margô resolve investigar o caso com a ajuda de Judah e o que ela descobre a transforma por completo.
Agora, determinada a encontrar o mal, caçar todos os molestadores de crianças, torna-se a razão de sua vida. Com o risco de perder tudo, inclusive sua própria alma, Margô embarca num caminho sem volta... E o que isso diz a ela sobre si mesma? Por que decidiu fazer justiça? O que a tornou tão invisível?



Lido em: Fevereiro de 2020
Título: Invisível
Autora: Tarryn Fisher
Editora: Faro Editorial
Gênero: Suspense e Mistério
Ano: 2020
Páginas: 256
Adicione no Skoob | Compre: Amazon
*Livro cedido pela Editora em parceria*

Encontre-me

Posts relacionados

11 comentários

  1. Nossa que artigo fantástico, por isso que estou quase todos os dias visitando e lendo seus artigos. Sempre tem conteúdos interessantes e de qualidade.

    Beijos !!

    Meu Blog: Apostando na Loteria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz por você curtir tanto o blog, obrigada por suas visitas!!!

      Excluir
  2. Oi Mara!!!
    Eu vi uma outra resenha desse livro num outro blog e assim como você a outra blogueira foi só elogios sobre a narrativa e a escrita da autora. Achei a premissa da história bem interessante, mesmo não sendo um leitor de Thrillers, sempre acabo por me encantar pela premissa de algum livro com tal narrativa.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é uma autora diferenciada, acho que super vale a pena você conhecer o trabalho dela!

      Excluir
  3. Adorei saber mais sobre a obra, eu aprecio muito gênero daria uma chance para leitura mais não nesse momento em especifico, acredito ser uma leitura bem envolvente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A leitura é mais do que envolvente, quando tiver no momento certo, leia! Acho que você super vai amar!!!

      Excluir
  4. Nossa, fiquei curiosa em saber o que aconteceu com a garotinha rs adoro livros que envolvem a gente assim, de curiosidades.
    Bjs flor

    ResponderExcluir
  5. Oi, eu também já li esse livro e concordo que a autora tem um jeito todo especial de construir seus personagens. Amei conferir sua opinião, eu gostei bastante dele.

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da Tarryn, mas gosto dessa sensação de ser surpreendida. A autora tem que ser bem criativa para conseguir diferenciar em todas as historia e isso é incrível. Não me atrai tanto pela premissa desse livro, mas fiquei curiosa.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre quero ler algo da autora, mas sempre acabo adiando e não sei bem porque. Eu achei a premissa deste livro bem interessante, principalmente em saber que traz surpresas. Sobre o final aberto... eu não sei dizer se gosto de livros assim ou não, mas se a autora não deixou pontas soltas, já é muito bom haha. Vou deixar a dica anotada.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?
    Nunca li nada da autora, acredita? Pois é! Fiquei bem curiosa em relação a premissa desse livro e sobre a imprevisibilidade em relação aos acontecimentos que a autora desenvolve ao longo de sua trama. Fiquei bem curiosa para conferir a construção desses personagens, apesar de não saber se vou curtir ou não esse final em aberto.
    Adorei sua resenha, simplesmente excelente!
    Beijos!

    ResponderExcluir