Resenha: O Príncipe Serpente #3

Oi, Leitores!!!

Mais uma série finalizada na minha estante, mas confesso que o último livro da trilogia não ganhou o meu coração como os dois primeiros e durante a resenha vou contando a vocês o porque da pequena decepção que tive com a Elizabeth Hoyt neste livro.

Neste livro, a Elizabeth Hoyt mantém a linha de uma mocinha não tão comum nos livros e uma história paralela a do livro.

Como último livro da trilogia, esperava algo no mesmo nível dos outros livros, mas infelizmente não atendeu as minhas expectativas.

Lucy é uma mulher do campo, vive com seu pai e tem um coração caridoso. Um dia, retornando de algumas visitas, ela se depara com um homem caído em uma vala, muito machucado e nu em pelo, registre que foi a primeira vez que ela viu a nudez de um homem. Como boa pessoa que é, ela tratou de procurar ajuda, assim que percebeu que apesar de muito machucado, ele estava vivo.

Ela o levou para sua casa, chamou o médico da cidade e vigiou o seu sono até que este homem misterioso despertou. Misterioso por nunca tê-lo visto por ali, era o tipo de cidade do campo em que todo mundo conhece todo mundo. O mistério acabou, o homem resgatado é um visconde, Simon Iddesleigh.

E aqui começamos a descobrir mais sobre ele, o visconde foi atacado por alguns inimigos, todos eles frutos da vingança que Simon está executando, mas quem são esses homens e o porquê dessa dessa sede por vingança dele, só descobriremos aos poucos.

Simon percebe que Lucy é uma mulher inocente, mas ao mesmo tempo ela é encantadora, aos poucos ele vai percebendo que tem sentimentos diferentes por ela, mas ele finge que não os nota. Ela também se encanta com o visconde, ele despertou nela uma curiosidade em conhecer mais, desbravar o mundo, ir além daquela cidadezinha e além disso, ela se sente atraída por ele e cultiva a esperança de que ele se sinta da mesma forma.

Depois de recuperado, o visconde retorna para Londres e Lucy fica para trás com o coração partido, mas poucos dias depois ele retorna em a pede e casamento. Mesmo se condenando por desvirtuar uma moça inocente a viver com um homem como ele, não resiste mais ao que sente e fica feliz da vida quando ela aceita.

A grande questão dessa relação é que o visconde esconde muitos segredos, alguns Lucy descobrirá por outras pessoas, outros ela descobrirá pelo próprio Simon, depois de muita insistência ou brigas. Lucy se vê dividida entre tudo o que ela acredita e no lado bom do Simon que só ela conhecer e nos erros que ele comete que vão de encontro com suas crenças e verdades.

O enredo de tudo para ser maravilhoso, mas não acho que a vingança tenha sido bem elaborada, as cenas de amor de Lucy e Simon são bem sem graça se comparadas aos dos dois primeiros livros, não consegui ver química no casal e nem fui conquistada por eles. De início, a leitura foi meio arrastada, mas as últimas 100 páginas me empolgaram um pouco e foi isso que fez com que a leitura fosse apenas boa para mim.

Talvez você se pergunte porquê insisti na leitura e digo a vocês, eu realmente tinha esperança de que ela fizesse alguma reviravolta que me contagiasse, sem contar que eu amei intensamente O Príncipe Corvo e O Príncipe Leopardo, tava difícil acreditar que esse não me deixou feliz!

Mas são as coisas da vida de uma leitora, eu não curti, mas deve ter outras pessoas que curtiram. Não deixarei de ler outros livros da autora, inclusive tem a outra série que está sendo lançada e já ouvi elogios a ela!

Lido em: Abril de 2020

Título: O Príncipe Serpente
Autora: Elizabeth Hoyt
Editora: Record
Gênero: Romance/Romance de Época
Ano: 2017
Páginas: 364
Adicione no Skoob | Compre na Amazon
Sinopse: O terceiro livro da aguardada série de romances de época com uma forte pitada de erotismo.
Quando o diabo encontra um anjo... Lucy Craddock-Hayes está satisfeita com a vida tranquila no interior. Até o dia em que tropeça num homem inconsciente — um homem inconsciente e nu — e perde para sempre sua inocência. Ele pode levar ao paraíso... O visconde Simon Iddesleigh apanhou de seus inimigos até quase morrer. Agora ele está determinado a se vingar. Mas quando Lucy cuida dele para restaurar sua saúde, a sinceridade da jovem surpreende sua sensibilidade calejada — e desperta um desejo que ameaça consumir os dois. Ou ao inferno. Encantada com a inteligência perspicaz de Simon, com seus modos urbanos e até com seus sapatos de solado vermelho, Lucy rapidamente se apaixona por ele. Embora sua honra o mantenha longe dela, a vingança envia os agressores de Simon à sua porta. Enquanto o visconde entra em guerra contra seus inimigos, Lucy luta pela própria alma, usando a única arma que tem — seu amor...

Encontre-me

Posts relacionados

2 comentários

  1. Oiii Mara

    Que pena que justo o último livro da trilogia acabou não sendo pra fechar com chave de ouro, é sempre complicaod quando a gente não sente a quimica do casal protagonista, especialmente em um romance. Confesos pra ti que de momento romance de época não é um gênero que esteja me atraindo, mas quem sabe um dia me arrisque em conferir pelo menos o primeiro da série. Tenho uma amiga que leu e gostou bastante da primeira parte.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Acho as capas dessa trilogia lindas <3
    Não acompanho, porque realmente não me atrai pela premissa, mas conheço bem essa sensação de finalizar uma saga <3 Que pena que o desfecho não tenha te agradado tanto.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir